News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 15 de Maio de 2021

Livre

Em carta a Biden, Bolsonaro promete eliminar desmatamento ilegal até 2030 e pede apoio aos EUA

Presidente da República foi convidado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para participar da "Cúpula dos Líderes sobre o Clima" nos dias 22 e 23 de abril de 2021.
Quinta-Feira, 15 de Abril de 2021 - 16:23

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, na qual prometeu zerar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030. No documento, Bolsonaro também pediu apoio aos Estados Unidos para alcançar o objetivo.

Bolsonaro foi um dos 40 líderes mundiais convidados por Biden para participar de uma reunião sobre clima. A chamada "Cúpula dos Líderes sobre o Clima" será nos dias 22 e 23 de abril e ocorrerá on-line, com transmissão ao vivo.

“Queremos reafirmar nesse ato, em inequívoco apoio aos esforços empreendidos por vossa excelência, o nosso compromisso em eliminar o desmatamento ilegal no Brasil até 2030”, disse Bolsonaro na carta enviada ao presidente dos Estados Unidos.

Bolsonaro disse ainda que para alcançar o objetivo serão necessários "recursos vultosos e políticas públicas abrangentes" e que o país necessitava do apoio da comunidade internacional, do setor privado e da sociedade civil para alcançar a meta.

"Alcançar essa meta, entretanto, exigirá recursos vultosos e políticas públicas abrangentes, cuja magnitude obriga-nos a querer contar com todo apoio possível, tanto da comunidade internacional, quanto de Governos, do setor privado, da sociedade civil e de todos os que comungam desse nobre objetivo", afirmou.

"Neste âmbito, naturalmente que o apoio do Governo dos Estados Unidos, do setor privado e da sociedade civil americana serão muito bem-vindos", disse.

O presidente também afirmou que pretende escutar "entidades do terceiro setor", "indígenas" e "comunidades tradicionais" para combater o desmatamento sem medidas de "comando-e-controle", mas com "alternativas que reduzam o apelo das atividades ilegais".

"Não queremos combater o desmatamento apenas com medidas de comando-e-controle. Minha missão, no que diz respeito à Amazônia, inclui criar alternativas econômicas que reduzam o apelo das atividades ilegais de forma inequívoca e concomitante à atuação e repressão", disse.

"Para tanto, queremos ouvir as entidades do terceiro setor, indígenas, comunidades tradicionais e todos aqueles que estejam dispostos a contribuir para um debate construtivo e realmente comprometido com a solução de problemas”, afirmou.

De acordo com um levantamento do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), o desmatamento na Amazônia em 2020 foi o maior dos últimos dez anos, com um crescimento de 30% em relação ao ano anterior. Segundo dados de Satélite, cerca de 8 mil km² de floresta foram derrubados.

Na carta, Bolsonaro apresentou dados relacionados à preservação ambiental no país e disse que era "evidente a magnitude dos esforços que a Nação brasileira realizou, através dos séculos, para preservar esse patrimônio".

O presidente também se comprometeu com a busca dos compromissos e resultados que serão articulados na "Cúpula dos Líderes sobre o Clima".

“[...] Nas grandes conferências das Nações Unidas sobre estes temas, o Brasil foi um dos promotores do conceito do desenvolvimento sustentável. Assim, asseguro meu engajamento na busca de compromissos e resultados ambiciosos na Cúpula de 22 de abril", afirmou.

Acordo de Paris

Na documento, o presidente reforçou o compromisso de neutralizar a emissão de gases causadores do efeito estufa até 2060. A promessa foi feita no Acordo de Paris que completou cinco anos em 2020 e, por isso, precisou ser renovada.

“Comprometemo-nos com o objetivo de longo prazo de alcançar a neutralidade climática em 2060, mantendo aberta, ainda, a possibilidade de ir além e anteciparmos esse prazo para 2050, caso seja possível viabilizar recursos anuais significativos, que contribuam nesse sentido", afirmou.

Fonte - 20 - Por G1 — Brasília

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.