News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021

Livre

Cavalinha: O Que é, Para que Serve e Contra indicações

A cavalinha é uma planta que pode ser chamada de pré-histórica, pois está presente na Terra há milhões de anos.
Quarta-Feira, 31 de Março de 2021 - 12:29

Possui diversas propriedades terapêuticas, mas a maioria delas são devidas ao alto teor de silício, substância que tem ação na formação do tecido conjuntivo. Dessa forma, é um excelente purificador e diurético, apenas para citar alguns benefícios.

Para melhores detalhes e informações, você também pode acessar www.sicon.org.br. Lá eles falam melhor sobre este produto, como para que serve, os benefícios e como tomar.

Embora possa ser consumida na forma de chá ou aplicada diretamente, os suplementos têm se tornado bastante populares por conta da praticidade. Portanto, ntenda a seguir o que é, para que serve e suas contra indicações.

O que é?

Como já foi dito, a cavalinha é uma planta cuja origem remonta a aproximadamente 250 milhões de anos, e utilizada por diversas civilizações em todo o mundo.

Grande parte de suas propriedades medicinais é devido ao grande teor de silício, substância que tem ação na formação do tecido conjuntivo, estimulando a produção de colágeno e elastina.

Os  outros princípios ativos conhecidos incluem:

  1. Enxofre;

  2. Ferro;

  3. Manganês;

  4. Potássio;

  5. Flavonoides;

  6. Vitamina C.

Justamente devido a todos esses princípios ativos é que esse suplemento é tão eficaz e benéfico à saúde.

Para que serve a cavalinha?

Embora já existente há milhões de anos, é importante destacar para que serve e seus benefícios:

1- Tratamento de infecções urinárias e efeito diurético

Já é reconhecida por vários órgãos de saúde do mundo por seu efeito sobre problemas urinários benignos. E também é eficaz no tratamento de cálculos renais e cistite, pois age aumentando o fluxo da urina.

As propriedades diuréticas da cavalinha se devem ao seu teor em flavonóides e em saponinas, ajudando a eliminar água e aumentar a produção de urina.

Serve também na perda de peso, permitindo eliminar a gordura acumulada ao nível do abdômen, por exemplo. 

É usada para tratar casos de excesso de ácido úrico, artrite, retenção de líquidos, gota e obesidade.

2- Saúde óssea e das articulações 

Por conta do silício, que favorece a fixação do cálcio nos ossos, ajuda a consolidar os ossos frágeis, reparar fraturas, proteger as cartilagens e ainda melhorar os sintomas da artrose e osteoporose.

Também ajuda a estimular a síntese de colágeno nos tecidos ósseos e conjuntivos, facilitando a calcificação e reconstituição da cartilagem no tratamento de doenças articulares.

Dessa forma, para ter resultados mais eficientes e duradouros, é indicado que acrescente o uso do Biosil. Pois, foi comprovado em diversos estudos que este componente auxilia as pessoas que tem carência de cálcio, e também aumenta a desidade óssea.

Ou seja, melhora a elasticidade e flexibilidade dos tendões, por isso, ambos os suplementos são muito usada por esportistas que praticam atividades intensas.

A deficiência em silício é normal com a idade, e esse produto pode ajudar na regeneração dos tecidos. 

3- A pele e o sistema vascular

As fibras de colágeno representam um papel crucial na saúde da derme, onde a cavalinha favorece a cicatrização e a regeneração da pele, melhorando sua resistência e elasticidade.

Devido aos antioxidantes, serve também para prevenir rugas, marcas de expressão e  estrias.

Ajuda também no fortalecimento dos cabelos e unhas, na melhora da acne e diminuição da oleosidade da pele.

Conheça as contraindicações

É indispensável antes de tomar qualquer suplemento, mesmo os naturais, conversar com seu médico para verificar qualquer contraindicação  e saber a dosagem mais adequada. 

No caso específico da cavalinha, seu uso é contraindicado para grávidas, pois os alcalóides podem induzir o parto. 

Seu uso também não é indicado para menores de 12 anos, lactantes e pessoas com hipersensibilidade a algum dos componentes da planta.

Uma outra contraindicação é em casos de gastrite e úlcera gástrica e duodenal, assim como pessoas com alteração de pressão que já fazem uso de diuréticos medicamentosos.

Por isso é importante ficar bem atento à composição, bem como seguir a dose recomendada,  a fim de aproveitar todos os benefícios.

Fonte - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.