News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 22 de Abril de 2021

Livre

Maior parte das redações do Enem 2020 ficou com média de 588 pontos

Nesta edição, 28 candidatos alcançaram a nota máxima
Terça-Feira, 30 de Março de 2021 - 14:29

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgou ontem (29) as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), junto com um balanço do desempenho dos participantes. Na redação, por exemplo, apenas 28 candidatos tiraram nota máxima (mil pontos). A maior parte dos 2.723.583 textos entregues ficou com média geral de 588,74 pontos. Já outros 87.567 candidatos zeraram a redação.

Para chegar aos mil pontos da redação, é preciso obedecer às cinco competências de avaliação, que vale 200 pontos cada. Em 2013, 481 candidatos tiraram pontuação máxima na redação do Enem. Em 2019, a estimativa foi de 53 pessoas com a nota mil.

Em contrapartida, o Enem 2020 registrou menor número de redação zerada. Cerca de 1,12% dos candidatos entregaram a redação em branco, por isso não pontuaram. Já 0,93% fugiram do tema proposto e 0,46% zeraram por copiar o texto motivador. Cada participante do Enem pode acompanhar a correção da sua redação por meio do espelho que será liberado na Página do Participante no dia 28 de maio.

Critérios de correção da redação do Enem

Enquanto o espelho da redação do Enem 2020 não é liberado para consulta, veja, a seguir, quais são os cinco critérios usados para correção:

- demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa;

- apresentar compreensão da proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema;

- ter coerência;

- ter coesão, demonstrando conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação;

- elaborar proposta de intervenção para o problema abordado.

Motivos que zeram a redação do Enem

- fugir do tema;

- escrever o texto fora do padrão dissertativo-argumentativo;

- copiar texto(s) da Prova de Redação e/ou do Caderno de Questões sem que haja pelo menos oito linhas de produção própria do participante;

- apresentar impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação, em qualquer parte da folha de redação;

- fazer números ou sinais gráficos sem função clara em qualquer parte do texto ou da folha de redação;

- identificar a redação com assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante;

- escrever toda a redação em língua estrangeira;

- deixar a folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho;

- apresentar texto ilegível, que impossibilite sua leitura por dois avaliadores independentes.

Como fazer faculdade sem a nota do Enem 2020

A nota do Enem é uma das formas de ingresso no ensino superior por meio das universidades federais pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para as bolsas de estudos em instituições privadas por meio do Programa Universidade para Todos (Prouni) e Financiamento do Ensino Superior (Fies). Para participar desses programas, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

Quem não fez o Enem ou ficou com pontuação que não permitiu o ingresso em um curso superior, pode fazer faculdade mesmo sem usar a nota do Enem. O Educa Mais Brasil, maior programa de inclusão educacional do país, disponibiliza bolsas de estudo para diversas modalidades de ensino, incluindo a graduação. Para garantir a oportunidade, é só seguir o passo-a-passo a seguir:

- Acesse o site https://www.educamaisbrasil.com.br

- Escolha a modalidade “Faculdades”

- Filtre a cidade e a instituição que deseja estudar

- Confira as instituições parceiras do programa na sua região

- Clique em “Escolha esta Bolsa”

- Faça a inscrição

- Pague o valor referente à pré-matrícula

- Finalize a matrícula na instituição de ensino

Fonte - 010 - Agência Educa Mais Brasil/newsrondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.