News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 13 de Abril de 2021

Livre

COVID-19 - Governo de Rondônia completa um ano de transparência nas informações sobre a Covid-19 com edições do Boletim Diário

Também registra que 3.367 pessoas perderam a vida para a doença e que o Estado realizou ao longo deste ano, 446.927 testes para detectar a presença do vírus.
Segunda-Feira, 15 de Março de 2021 - 18:02

O Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia completou, no domingo (14) um ano de edição. Longe de ser uma data comemorativa, tendo em vista que no início da publicação, muitos moradores de Rondônia questionavam se a pandemia chegaria ao mês de julho de 2020. Ninguém imaginava que pudesse ir tão longe. Foi além. A edição de um ano foi a 359 e apresentou 165.438 casos confirmados de Covid-19 no Estado, mostra que 9,65% destes casos estão ativos, ou seja, em Rondônia há 15.967 pessoas com a doença nessa data. Também registra que 3.367 pessoas perderam a vida para a doença e que o Estado realizou ao longo deste ano, 446.927 testes para detectar a presença do vírus.

“É uma triste estatística”, destacou, Ana Flora Gerhardt, diretora-geral da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa). “Com certeza não gostaríamos de dar essa notícia, nem tampouco informar que estamos chegando a um ano lutando contra esse mal. Infelizmente muitos de nós perdeu alguém nessa guerra, mas vamos continuar lutando, cada um de nós fazendo a sua parte, sem esquecer que somos responsáveis por nós e pelo nosso próximo”, pontuou a diretora.

Para se ter uma ideia, até dezembro de 2020, dos 200 servidores lotados na Agevisa, 32 foram contaminados com o novo coronavírus. Dois servidores vieram a óbito por complicações de saúde ocasionados pela Covid-19, um em Guajará-Mirim, outro em Porto Velho, sem contar as perdas entre familiares dos servidores. “Mas todos continuam persistentes no combate à Covid-19, cada um contribuindo nas diferentes áreas de atuação”, conclui Ana Flora Gerhardt.

Ao chegar a um ano de edição, a gestora da Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), que publica a ferramenta, explica o trabalho e envolvimento de várias equipes no processo. “Começa com as notificações e repasse das informações pelos municípios, avaliação epidemiológica e consolidação dos dados pela Agevisa, emissão do relatório diário para gestores, pela equipe da Sala de Situação Integrada e por fim, a emissão do boletim enviado à imprensa e o visual divulgado nas redes sociais. Optamos por publicar o boletim todos os dias às 18h15, um horário em que as redações estão em pleno fechamento das edições e o documento chega no momento assertivo”, diz Rosângela Castelo, superintendente da Secom.

O trabalho e a transparência dos dados, por meio das ferramentas de comunicação elaboradas pelo Governo de Rondônia, tem o objetivo de deixar a população do Estado informada acerca da transmissão e consecutivamente os riscos  que representam. Para se ter ideia, antes desse momento, que chamamos de segunda onda, no mês de novembro de 2020 havia menos de 5% de pessoas ativas com a doença no Estado. “Todos esses dados foram repassados pelo Boletim”, lembra Kerry Alesson, coordenador do Centro de Informações Estratégicas da Agevisa (Cievs). “Completando um ano dessa atividade, com as informações que repassamos diariamente entendemos que essa missão é importante, pois as pessoas recebem esse documento ansiosas para saber quando irão cessar esses dados efetivamente ou quando teremos melhoras da condição em que nós estamos no enfrentamento à Covid-19”, pondera o coordenador.

PRIMEIRA EDIÇÃO

Em sua primeira edição, o boletim apresentou seu objetivo: “informar a população, combater publicações não oficiais (fake news) e tranquilizar os moradores acerca das ações implementadas pelos órgãos estaduais de saúde para o enfrentamento do coronavírus (Covid-19)”.

Na primeira edição existiam 25 casos notificados, no Estado, ou seja, quando a pessoa desconfiou da presença do vírus; 10 haviam sido excluídos, 13 casos estavam em acompanhamento, dois no município de Ji-Paraná, dois em Porto Velho, nove em Ariquemes e dois em Cacoal. Dois entre estes casos eram considerados suspeitos. Atualmente não se utiliza mais esse termo, pois qualquer sintoma gripal representa um caso suspeito para a doença.  Todos os casos apresentados na primeira edição foram descartados, pois o primeiro caso confirmado de Covid-19 no Estado foi registrado oito dias após: na edição 8, publicada no dia 20 de março de 2020.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.