News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021

10 anos

Dono de Pet Shop foi morto por cliente ter achado caro o tratamento feito em cachorro – VÍDEO

Jerônimo confessou ao pai que havia assassinado o empresário e pediu para que ele guardasse a arma de fogo, indo embora logo depois.
Sabado, 13 de Março de 2021 - 10:17

Porto Velho, RO – A Polícia Civil através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV) agiu rápido e conseguiu elucidar, em menos de 24h, o homicídio praticado contra Henrique Fernandes Barbosa da Silva, 33 anos, empresário dono de um Pet Shop na capital. A vítima foi morta com um tiro dentro de seu próprio carro, no Bairro Mocambo, região central da cidade. 

Conforme relatou a Drª Leisaloma, Jerônimo da Silva Sousa Filho, 27 anos, vulgo Duda, levou um cachorro até o pet shop de Henrique para que fosse feito determinado tratamento. Após os atendimentos e tratamento dado ao cachorro, Jerônimo foi informado que a dívida havia ficado em R$400,00. O cliente achou caro e ofereceu apenas R$100,00 para Henrique, o ameaçando.

Já na noite de quinta (11), Henrique estava em seu automóvel modelo HB20 na Rua 13 de Setembro, Bairro Mocambo, conversando com André Ezequiel de Miranda Júnior, 34 anos, vulgo “Pupu”, quando de repente Jerônimo se aproximou do carro pelo lado do motorista e efetuou apenas um disparo que atingiu Henrique no tórax. Após ser baleado, o motorista acelerou com o carro, mas o veículo acabou desligando após percorrer alguns metros devido o motorista perder a consciência. André Ezequiel deu fuga para Jerônimo enquanto populares acionavam a Polícia Militar.

Já na manhã desta sexta (12), Jerônimo foi até a casa de seu pai, no Bairro Cohab Floresta, zona sul da capital, e lhe entregou a pistola Glock Austríaca calibre 380 que custa mais de R$ 10 mil reais, além de R$628,00 reais em notas trocadas, típicas do comércio de tráfico de drogas. Jerônimo confessou ao pai que havia assassinado o empresário e pediu para que ele guardasse a arma de fogo, indo embora logo depois.

Os policiais identificaram o autor do disparo e o indivíduo que lhe deu fuga, obtendo dois mandados de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão. Foram feitas diligências, mas os suspeitos não foram encontrados, apenas o pai de Jerônimo foi preso em casa por posse ilegal de arma de fogo. Ele foi encaminhado para a sede da Delegacia de Homicídios.

“O motivo foi extremamente desproporcional. É um absurdo que a pessoa tire a vida de um empresário, pai de família, trabalhador, porque ficou descontente com o valor cobrado para cuidar de um cachorro, é um absurdo”, concluiu a delegada.

Fonte - LENTE NERVOSA

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.