News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 18 de Abril de 2021

Livre

Guedes confirma antecipação do 13º salário em 2021; veja quem recebe

Declaração de Guedes foi feita após reunião com Daniel Freitas (PSL-SC), deputado e relator da PEC Emergencial
Segunda-Feira, 08 de Março de 2021 - 10:21

No fim da semana, Paulo Guedes, ministro da Economia, afirmou que o governo irá antecipar o 13º salário dos “mais frágeis” e dos “mais idosos”. O ministro não deu detalhes, mas afirmou que a medida será adotada após o orçamento ser aprovado.

A declaração de Guedes foi feita após reunião com Daniel Freitas (PSL-SC), deputado e relator da proposta de emenda à Constituição Emergencial. O texto teve aprovação do Senado Federal e foi enviado à Câmara dos Deputados. No início do ano, Valdo Cruz, colunista do G1 e Globo News, havia revelado que o governo iria antecipar o 13º de aposentados do INSS e o abono salarial.

“O abono salarial já foi antecipado. Agora, assim que aprovar o orçamento, vai ser antecipado o 13º justamente dos mais frágeis, dos mais idosos, como fizemos da outra vez. O BEM, que é o programa de preservação de empregos, já estão sendo disparadas as novas bases. Então, tem mais coisa vindo por aí”, disse Guedes.

Guedes já havia afirmado que o programa de suspensão de contratos e redução de jornada seria retomado. Mas o ministro também não deu detalhes sobre a nova extensão do programa, que foi iniciado ano passado para amenizar o aumento do desemprego durante a pandemia do novo coronavírus.

O ministro também defendeu a vacinação em massa contra a Covid-19. “O grande desafio é a vacinação em massa. Na saúde, nós precisamos avançar rapidamente para não derrubar a economia brasileira de novo. Além da dimensão humana, das tragédias, das famílias, tem o perigo de derrubar a economia de novo e ai você agudiza todo o problema brasileiro”, disse ele. “Agora é saúde, vacinação em massa, não vamos falar de Bolsa Família agora”.

Antecipação do 13º salário do INSS foi feita em 2020

Em 2020, as parcelas do 13º salário do INSS foram pagas entre o final de abril e início de junho, por conta da pandemia da Covid-19. De acordo com o calendário oficial do INSS, as parcelas deveriam ser pagas no final do ano, embora fosse comum que a primeira parte fosse antecipada para o mês de agosto.

O Senado ainda analisava a possibilidade de criar em 2020 um 14º salário para aposentados e pensionistas do INSS, com o objetivo de beneficiar os cidadãos que já sacaram o 13º, e ainda encontram dificuldades financeiras por causa a pandemia. No entanto, o projeto não saiu do papel e não foi concretizado.

Fonte - 20 - noticias concursos / Saulo Moreira

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.