News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021

Livre

O conselho de ética da ALE é uma piada - Por Carlos Caldeira

Até o momento, o conselho de ética reuniu-se, salvo engano, apenas duas vezes.
Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2021 - 12:03

Desde sua instalação, o único resultado prático, são os gastos com diárias, passagens aéreas, e hospedagem do presidente Dep. Ismael Crispim, que já foi ao Paraná e Rio de Janeiro atrás de “aprendizado” com os presidentes das comissões de éticas e decoro parlamentar das Assembleias Legislativas locais.

O Conselho foi instalado logo após pedidos de afastamento do Deputado José Lebrão darem entrada na casa de leis, em consequência de fatos narrados e amplamente divulgados pela mídia local e nacional, do envolvimento do deputado com recebimento ilícito de dinheiro de empresário terceirizado de várias prefeituras do interior do estado e que foram descobertos pela Operação Reciclagem em 25 de setembro de 2020.

Em 30 de novembro, depois de instalada e nomeado os membros do conselho, onde a presidência ficou a cargo do deputado Ismael Crispim, o mesmo deslocou-se a cidade Curitiba/PR, com objetivo de “participar de visita técnica na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná, em especial audiência com o Deputado Estadual Ricardo Arruda, Presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, tendo como objetivo tratarem de assuntos de interesses de ambos os Estados. ” A despesa só com diárias foi de R$3.600,00 (três mil e seiscentos reais).

Em 06 de dezembro, o deputado Ismael Crispim recebeu mais três diárias no valor de R$1.200,00 cada uma, totalizando R$3.600,00 visando o deslocamento a cidade do Rio de Janeiro/RJ, com “objetivo de participar de visita técnica na Assembleia Legislativa do Estado, em especial audiência com a Deputada Estadual Martha Rocha, Presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, tendo como objetivo tratarem de assuntos de interesses de ambos os Estados. ”

Enquanto isso, o deputado Lebrão, segue recebendo milhares de reais em recursos da famigerada verba indenizatória, incluindo AUXILIO MORADIA, mesmo morando em São Francisco do Guaporé e não frequentando a ALE desde o início da pandemia do Corona vírus, gastando horrores em combustível e aluguel de uma camionete que servia para ele receber o dinheiro ilícito.

Fonte - NewsRondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.