News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 04 de Março de 2021

Livre

Saúde divulga cronograma de compra de vacinas contra Covid-19

A quantia é a soma de 46 milhões de doses já compradas, e outras 54 milhões, previstas em um contrato assinado pela Fundação Butantan.
Quarta-Feira, 17 de Fevereiro de 2021 - 10:07

Pasta comprou 54 milhões de doses com contrato assinado pela fundação Butantan. Divulgação ocorre às vésperas da reunião entre Pazuello e governadores, que devem pressionar o ministro por um cronograma de vacinação. Várias capitais estão ficando sem imunizantes.

Às vésperas da reunião com governadores e com vários municípios com baixo estoque de vacinas para o coronavírus, o Ministério da Saúde divulgou, nesta terça (16/2) que distribuirá, até setembro, 100 milhões de doses da Coronavac. A quantia é a soma de 46 milhões de doses já compradas, e outras 54 milhões, previstas em um contrato assinado pela Fundação Butantan. Há previsão de entrega, até dezembro, de outros 42,5 milhões de doses fornecidas pelo Consórcio Covax Facility. E há, ainda, contrato com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), de cerca de 222,4 milhões de doses. Essa quantia começou a ser entregue em janeiro.

Resta saber se os estados receberam os imunizantes a tempo. O risco de suspensão da vacinações já atinge várias cidades. O Rio de Janeiro (RJ), por exemplo, tem imunizantes até o próximo sábado. O governador da Bahia, Rui Costa (PT), decretou toque de recolher em todas as cidades de 22h às 5h por sete dias. E a prefeitura de Salvador (BA) suspendeu a vacinação por falta de doses. No interior do Ceará, o município de Juazeiro do Norte, no Cariri, suspendeu a vacinação de idosos para aplicar a segunda dose dos profissionais de saúde. E também há carência do produto na capital do estado, Fortaleza.

Cuiabá e Rondonópolis, no Mato Grosso, suspenderam a aplicação de primeiras dose e estão aplicando apenas a segunda em quem já foi vacinado. A luz amarela de alerta está acesa, ainda, em Natal (RN) e Curitiba (PR). O secretário executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, afirmou que equipes da pasta trabalharam durante o carnaval para garantir as 54 milhões de doses de Coronavac. “O Ministério tinha a opção de comprar essa remessa adicional da Coronavac até 30 de maio, como estava previsto no acordo que assinamos com o Butantan, em janeiro, para garantir 46 milhões de doses que, além de confirmadas, começaram a ser entregues em 18 de janeiro. Preferimos adiantar a confirmação para termos logo essas 54 milhões de doses”, disse.

Há previsão de contrato de compra, também, com a União Química, para que o Brasil receba 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, e com a Precisa Medicamentos, para outras 30 milhões de doses da Covaxin, entre março e maio próximos. De acordo com uma nota divulgada pela Saúde, há negociação, também, “para ampliar, ainda em 2021, as 364,9 milhões de doses que o Brasil tem atualmente contratadas, fora outras 10 milhões que poderá vir a confirmar com os fornecedores da Sputnik V e da Covaxin”.

Confira, abaixo, Cronograma de Entregas de vacinas divulgado pelo Ministério da Saúde:

CONSÓRCIO COVAX FACILITY

Entregas das 42,5 milhões de doses:

Março: 2,65 milhões de doses da AstraZeneca

até Junho: 7,95 milhões de doses da AstraZeneca

- O consórcio, coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), funciona como um centro de distribuição internacional de vacinas. O Brasil receberá, ainda, aproximadamente mais 32 milhões de vacinas contra Covid-19 produzidas por laboratórios de sua escolha até o final do ano, conforme cronogramas estabelecidos exclusivamente por esse consórcio.

FUNDAÇÃO BUTANTAN – CORONAVAC/SINOVAC

Entregas das 100 milhões de doses:

Janeiro: 8,7 milhões - entregues

Fevereiro: 9,3 milhões

Março: 18,1 milhões

Abril: 15,93 milhões

Maio: 6,03 milhões

Junho: 6,03 milhões

Julho: 13,55 milhões

Agosto:13,55 milhões

Setembro: 8,8 milhões

FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ – OXFORD/ASTRAZENECA

Entregas das 222,4 milhões de doses:

Janeiro: 2 milhões - entregues

Fevereiro: 4 milhões

Março: 20,7 milhões

Abril: 27,3 milhões

Maio: 28,6 milhões

Junho: 28,6 milhões

Julho: 1,2 milhões

- A partir da incorporação da tecnologia da produção do IFA, a Fiocruz deverá produzir e entregar mais 110 milhões de doses no segundo semestre de 2021.

UNIÃO QUÍMICA - Sputnik V/Instituto Gamaleya

- Entrega das 10 milhões de doses (importadas da Rússia) – Previsão de assinatura de contrato esta semana.

Março: 800 mil entregues 15 dias após a assinatura do contrato

Abril: 2 milhões entregues 45 dias após a assinatura do contrato

Maio: 7,6 milhões entregues 60 dias após a assinatura do contrato

- A partir da incorporação da tecnologia da produção do IFA, a União Química deverá passar a produzir mais 8 milhões de doses por mês.

PRECISA MEDICAMENTOS – Covaxin/BHARAT BIOTECH

- Entrega das 20 milhões de doses, importadas da Índia – Previsão de assinatura de contrato esta semana.

Março: 8 milhões - 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato

Abril: 8 milhões - 4 milhões + 4 milhões de doses entregues entre 45 e 60 dias após a assinatura do contrato

Maio: 4 milhões entregues 70 dias após a assinatura do contrato

Fonte - 20 - Luiz Calcagno / Correio Braziliense

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.