News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 20 de Junho de 2021

Livre

Chegamos a 2.455 rondonienses mortos, 638 deles só neste ano; Até agora, só 30 mil vacinas foram aplicadas

PERGUNTINHA: Quando você acha que chegarão para Rondônia todas as milhares de doses de vacina que servirão para livrar grande parte da população da tragédia do coronavírus?
Sexta-Feira, 12 de Fevereiro de 2021 - 08:21

Socorro! Enquanto até a noite da quarta-feira, cerca de 31 mil pessoas haviam sido vacinadas, com a primeira dose, chegamos, nos primeiros 40 dias do ano a um número mais que assustador, totalmente apavorante de novos casos e de mortes. Enquanto no Boletim da Sesau 286, de 31 dezembro, tínhamos 95.729 casos confirmados, hoje já batemos nos 135 mil, ou seja, um aumento superior a 40 por cento. O mais trágico de tudo, nesse período, foi o inacreditável número de  mortes pela Covid 19: das 1.817 que tinham ocorrido até o último dia do ano passado, em apenas 40 dias esse dado dantesco saltou para 2.455  (contando os números da quinta-feira), com cerca de 37 por cento de aumento. Foram 638 mortes em apenas 40 dias, numa média de mais de 15 vidas perdidas a cada 24 horas. O pior dia de todos foi o dia 10, uma quarta-feira nefasta: nada menos do que 42 óbitos foram registrados pelo Boletim diário da Sesau. São dados acumulados também de outros dias, que não haviam sido computados. Mesmo assim, assustadores. O sistema hospitalar, tanto o público quanto o privado, estão entrando em colapso. Já não há mais leitos de UTI, mesmo que o número delas tenha praticamente duplicado no Estado, durante a pandemia. Basta ver os números, para um calafrio percorrer a espinha da gente e os cabelos todos ficarem ouriçados: em 31 de dezembro, tínhamos um total de 307 pacientes internados em toda a nossa rede hospitalar, sob atendimento contra o coronavírus. Agora, esse número já supera os 660, ou seja, quase 120 por cento a mais. Estamos transferindo pacientes para outros Estados e já existe fila para as UTIs. Para piorar tudo isso, ainda apareceram pelo menos novas três cepas do vírus em Rondônia, uma delas extremamente agressiva, que pode matar uma pessoa em dois ou três dias.

Só o que pode nos salvar são milhares e milhares de doses de vacinas, que precisam chegar aqui com urgência e serem aplicadas também em tempo recorde. Não dá mais para seguir a burocracia e as eventuais falhas do sistema. Temos é que salvar vidas. Até agora, a vacinação beneficiou apenas pouco mais de 30 mil pessoas (cerca de 21  mil servidores da saúde; 6.500 idosos entre os de idade mais avançada e cerca de 3.100 índios). Para esses, já há a reserva da segunda dose, que será aplicada dentro de duas a três semanas. Mas e todo o resto da população, principalmente a que faz parte do grupo de risco? Precisaríamos, com urgência, de pelo menos mais 100 mil doses, para começarmos a livrar 50 mil rondonienses do perigo da morte, que se aproxima cada vez mais. Tomara que todas as nossas autoridades se unam, esquecendo as picuinhas políticas e os próprios umbigos, para que possamos salvar o máximo de pessoas. Porque, nessa lentidão e com tão poucas vacinas, ainda vamos ter milhares de vidas perdidas na nossa amada Rondônia. Não temos mais tempo!

MDB CONVIDA PREFEITO DE JARU PARA DISPUTAR GOVERNO EM 22  

Surge uma importante novidade na sucessão estadual. Isso mesmo, o jovem prefeito de Jaru, João Gonçalves Júnior, foi convidado oficialmente para filiar-se ao MDB (ele é um dos nomes mais fortes do PSDB no Estado) e, mais que isso, caso aceite, já chegue ao partido como o nome para disputar o Governo do Estado. O convite foi oficializado num encontro, essa semana, entre o presidente regional do MDB, o deputado federal Lúcio Mosquini, num encontro com o Prefeito. O pai dele, o grande empresário João Gonçalves, participou da conversa. Mosquini disse que o convite está lançado, mas, por enquanto, o jovem prefeito recém reeleito em Jaru, avisou que não tem pretensão de entrar numa disputa pelo Governo, ao mesmo nesse momento. O que ficou definido e reafirmado, contudo, é que Mosquini e Gonçalves Júnior estarão juntos, na eleição de 2022. Não se sabe se isso se concretizará, porque se o Prefeito se mantiver tucano e o seu partido lançar candidato (o nome mais cotado, hoje, é o do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves), como ficaria a relação, porque, ao que se sabe, o MDB também terá nome próprio à sucessão de Marcos Rocha. O maior partido do Estado, contudo, vai esperar por Gonçalves Júnior.

HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PRECISA MUITOS MILHÕES DE REAIS

O Ministério Público Federal voltou a cobrar a construção de um hospital universitário em Rondônia, o que ajudaria muito em episódios como os atuais, de intensa pandemia. A intenção é das melhores, até porque o MPF cobra a mesma obra há muitos anos. Não há dúvida de que, se Rondônia não fosse considerado um Estado periférico pela União, já teríamos um hospital da UNIR há muitos anos. E, pelo jeito, não o teremos tão cedo. Os motivos são bem simples e fáceis de entender. Um hospital universitário de 300 leitos, apenas como exemplo, custaria, para ser construído e colocado em funcionamento, nada menos do que 350 milhões de reais. No mínimo. Afora isso, teria que se colocar um orçamento anual de 60 milhões de reais, apenas para a manutenção. Seriam necessários, também, várias equipes de funcionários, de médicos a servidores com menores responsabilidades, num total próximo a dois mil profissionais. Ou seja, afora todos os gastos, se fosse um salário médio de 3 mil reais entre todos os servidores, haveria um custo mensal de 6 milhões, o que significaria mais 72 milhões anuais, sem computar eventuais benefícios da legislação trabalhista. Ou seja, de onde sairia todo esse dinheiro? Por enquanto, essa pergunta essencial não tem uma resposta!

TSE DECIDE E AÉLCIO ESTÁ PRESTES PERDER SEU MANDATO

O último recurso do deputado Aélcio da TV foi negado pelo TSE. Com isso, mantida a decisão do TRE rondoniense, Aélcio está prestes a perder o mandato de deputado estadual, condenado por abuso do poder econômico. Os desembargadores rondonienses consideraram que ele utilizou espaço no seu programa de TV, fora do tempo permitido para propaganda eleitoral, exagerando na autopromoção e descumprindo a legislação eleitoral. Aélcio interpôs vários recursos, mas nenhum deles foi acatado nem pela Corte rondoniense e nem pelo TSE. Nessa semana, a maioria dos ministros (Luís Felipe Salomão, Luiz Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Mauro Luiz Campbell Marques e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto), não acataram o recurso definitivo. Faltam ainda dois votos, mas que não mudariam o resultado final, mesmo que fossem favoráveis ao parlamentar. Aélcio está em seu segundo mandato e ficou famoso por não usar nenhuma verba do seu gabinete, destinando-a à educação, principalmente. Caso seja mesmo defenestrado de sua cadeira pelo TSE, será substituído pelo o ex deputado Ribamar Araújo, um dos mais respeitados políticos rondonienses, que em todos os seus mandatos se notabilizou por ser um duro adversário da corrupção.

MOTORISTAS DESTRUÍRAM MAIS DE MIL POSTES DE ENERGIA

Cerca de 3 milhões de reais. Esse foi o gasto da Energisa, durante o ano passado e o início deste ano, para repor um total de 1.011 postes destruídos, 897 apenas durante 2020, com uma média mensal de 75 acidentes em todo o Estado, por acidentes de trânsito. Muitos motoristas parece que "miram" os postes de energia e, geralmente, se chocando contra eles com muita velocidade e, obviamente, toda a força, não só causando muitos feridos a quem está nos veículos, como também causando um efeito colateral importante: o corte de energia elétrica, que chegou a atingir 138 mil moradores que, num momento ou outro, ficaram sem energia, pela destruição causada nos postes. A empresa acompanha o indicador de batidas em postes, pois esse tipo de ocorrência é uma das principais causas externas de falta de energia, garante. Apenas em janeiro de 2021, foram 114 casos de batidas em postes da rede elétrica. As cidades com maior número de ocorrências desse tipo foram Porto Velho, Cacoal e Vilhena. O preço médio de cada poste é na faixa dos 3 mil reais.

PROJETO QUER MULTAS PESADAS AOS FURA FILA DA VACINA

Atenção furadores de fila das vacinas! Um projeto de lei que tramita na Assembleia Legislativa, de autoria do deputado Jair Montes, determina multa que pode chegar a quase 200 mil reais, para quem, de forma ilegal, receber a vacina antes de chegar a sua vez. Pelo projeto, são passíveis de penalização o agente público, responsável pela aplicação da vacina, assim como seus superiores hierárquicos, caso comprovada a ordem ou consentimento. A multa inicial será de 1 mil Unidades Padrão Fiscal de Rondônia. A Unidade é de 92,54 reais, o que totalizaria 92.540 reais. Outro artigo duplica a multa, para até 185 mil reais, caso o vacinado seja agente público. Está prevista, ainda, punição para quem tiver ocupando cargo eletivo, que será afastado de suas funções, desde que, claro, tudo seja comprovado, como nos demais casos. Pode parecer, a princípio, uma ação de difícil execução, porque seria muito difícil aplicá-la. Mas, de qualquer forma, é uma reação trazida por um parlamentar, como protesto aos que, usando de todas as ilegalidades possíveis, furam a fila para se beneficiarem. O deputado Jair Montes reagiu contra essa vergonha. Tomara que muito mais gente faça isso.

LANG QUER APOIO DE ROCHA E REDANO PARA A NOVA AROM

Recém eleito para presidir a Associação dos Municípios do Estado, a Arom, o prefeito Célio Lang, de Urupá, começa sua gestão com várias metas, mas uma, essencial: ter o apoio do governador Marcos Rocha e do presidente da Assembleia, deputado Alex Redano, para alinhar ações conjuntas que visem fortalecer o municipalismo. A Arom passou por um momento de turbulência, durante o período eleitoral em que Lang foi o vencedor, por ampla maioria dos votos. Agora, a intenção  de Lang é mudar o quadro, já que, lamenta, "há muito tempo, a AROM não cumpre seu papel. Não havia uma articulação inteligente e ordenada com os órgãos estaduais e federais, para garantir ações consideradas elementares aos municípios". Ele também destaca que havia muitas ações descoordenadas e muita preocupação com o que chama de "contratos vultosos", sem as devidas prestações de contas aos órgãos de fiscalização. A partir de agora, tudo vai mudar, porque o novo presidente vai comandar o órgão associativo com total transparência, com contas abertas e sob fiscalização do Ministério Público e o Tribunal de Contas, órgãos a quem ele já pediu ajuda para uma ampla fiscalização sobre as ações da entidade até aqui. Lang considera vital o apoio do governador Marcos Rocha, "com seu espírito municipalista" e do presidente Redano que, segundo o novo comandante da Arom, pode unir em torno das lutas da entidade não só o parlamento, com todos os seus 24 deputados, representantes dos 52 municípios rondonienses, como também "fortalecer ações em apoio às Prefeituras". O novo presidente da Arom começa com tudo, cheio de planos, para mudar o perfil da entidade.

MAIS 20 BILHÕES PARA AUXÍLIO EMERGENCIAL NA PANDEMIA

Faltam apenas detalhes, não havia ainda nada de oficial até a noite desta quinta, mas é praticamente certo a volta do auxílio emergencial para os brasileiros mais pobres, por pelo menos mais quatro meses. O valor será bem menor do que o anterior (que foi de 600 reais mensais), porque não deve superar os 200 reais. Mesmo assim, num cálculo preliminar, representará um custo superior a 20 bilhões de reais aos cofres públicos. O acordo com o Congresso está praticamente fechado. O anúncio definitivo deve ser feito dentro de pouco tempo. A verdade é que a pandemia está se estendendo por muito mais tempo do que se imaginava. Com o fechamento de milhões de postos de emprego, por causa de Lockdowns e outras medidas que impedem a economia de andar normalmente, muita gente ficou completamente sem renda. A miséria e a fome começaram a bater em muito mais portas e o único socorro para milhões de brasileiros tem mesmo que vir dos cofres do governo. O que se espera é que, dessa vez, haja maior depuração, para que políticos, seus familiares e apaniguados não possam ter acesso a esse dinheiro, como muitos o fizeram na época dos 600 reais.

PERGUNTINHA

Quando você acha que chegarão para Rondônia todas as milhares de doses de vacina que servirão para livrar grande parte da população da tragédia do coronavírus?

Fonte - 010 - sergio pires

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.