News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 04 de Março de 2021

Livre

Uma historinha tratada como ficção dá um pouco de esperança de que a corrupção possa diminuir

Nessa história hipotética de um jovem Estado, a gente espera que, tomara, se repita, cada vez mais, em cada canto do Brasil.
Domingo, 31 de Janeiro de 2021 - 07:41

A corrupção tem cura? Provavelmente jamais terá. Mas há sim como diminuí-la. Uma história, tratada neste espaço como se fosse ficção, porque os nomes e os detalhes serão omitidos, por motivos óbvios, comprovam que, sim, há pelo menos alguns brasileiros que não se deixam corromper, que não aceitam a indecência e que, se não conseguimos eliminar a podridão que os corruptos significam para nosso país, podemos ao menos não aceitar que eles nos envolvam em suas ações tenebrosas. Um fornecedor de determinado órgão de um determinado Estado brasileiro, próximo à fronteira com o Acre e a Bolívia, passou 20 anos sendo aconselhado a liberar "ajudinhas" a determinadas pessoas, cada vez que precisava fazer seus contratos de um produto, que, aliás, é importante para o setor que ele atende. E não adianta vir com conversa de que essa ficção não tem a essência da verdade, porque só débeis mentais podem imaginar que isso não existe em praticamente todos os setores.

E também que não venham com o argumento de que "mostre as provas!", porque é extremamente difícil provar essa sujeira e todos sabem disso. Mas lembrem-se: é ficção! No início de um novo governo, nessa alegoria que está sendo relatada, o mesmo fornecedor foi chamado no mesmo órgão, onde cada vez que negociava, tinha que ouvir as pressões por comissões, propinas, "ajudas". Pensou: "lá vem de novo a mesma história"! Qual não foi sua surpresa quando, sentado em frente ao gestor do órgão, recebeu a seguinte orientação: "mande apenas a proposta da sua empresa, sem nem um centavo a mais. E se alguém pedir alguma coisa fora disso, me relate, porque tomarei as providências!". A história/invenção, que parece um conto de fadas no contexto da podridão, comum nas estruturas de poder, neste país do faz de conta, ao menos dá um alento a quem tomou conhecimento dessa fábula.

Nessa história hipotética de um jovem Estado, a gente espera que, tomara, se repita, cada vez mais, em cada canto do Brasil. Não será fácil, porque um histórico que vem desde os tempos do descobrimento, passando por todas as fases de existência desta terra, atesta que sempre houve a deprimente presença da corrupção, cada vez mais crescente e insuportável em algumas áreas. Agora, aparentemente, as coisas estão mostrando uma pequena luz no final do túnel. Desde a Operação Lava Jato, os grandes assaltantes dos cofres públicos começaram a ser apontados, julgados e condenados. No atual governo federal, pode-se criticar o que quiser em Bolsonaro, mas ele se postou à frente do cofre e impediu o acesso dos ladrões de sempre. Obviamente que isso tem um preço muito alto, porque quem sempre viveu mamando nas tetas do erário, não aceita pacificamente essa mudança radical. Agora, parece que as coisas melhoraram. Será que estamos entrando numa nova era?

DECRETO AFROUXA LOCKDOWN MAS MANTÉM TOQUE DE RECOLHER

Para alguns setores da economia, um pouco de alívio. Mas muitos outros ainda se manterão fechados, para tentar diminuir a fúria do coronavírus. Ou seja, o Lockdown continua, depois de 14 dias seguidos, embora não tão radical. Neste sábado, o governo do Estado confirmou o novo decreto, com as mudanças. Entre elas, autorização para que o comércio em geral abra, mas com redução de clientes nas lojas.  com redução de pessoas. Restaurantes, lanchonetes, sorveterias e supermercados só poderão atender até às 21 horas. Bares continuam proibidos de atender o público, a não ser para retirada de produtos ou delivery. Continuam as restrições para venda de bebidas alcoólicas. As academias também podem retornar às atividades, mas apenas com 30 por cento da sua capacidade. Festas, shows, cinemas, tudo continua proibido. O toque de recolher foi mantido também a partir das 21 horas até às seis da manhã. Não foi definido, até o início da noite do sábado, se teremos e quando teremos a volta das aulas presenciais. Esse assunto, aliás, foi discutido numa longa reunião entre governo e representantes do setor educacional, na tarde do sábado.

AULAS PRESENCIAIS: DECISÃO PODE SAIR EM BREVE

Antes da reunião que tratou especificamente do tema volta às aulas, o secretário de Educação do Estado, Professor Suamy, informava que a princípio a data agendada é a de 22 de fevereiro, mas, se nada de novo surgir, apenas para aulas remotas. "O planejamento aponta para o início do ano letivo no dia 22 de fevereiro. Entretanto, considerando o estágio em que se encontra a evolução da pandemia no Estado, o ano letivo iniciará do jeito que terminou: com oferta de Ensino na forma remota", informava Suamy ainda no decorrer da manhã do sábado, antes da reunião que tratou do tema. Ele sublinhava que o governo vai considerar o ponto de vista do sistema de saúde, antes de tomar uma posição definitiva. O secretário destacou ainda outro quesito importante neste contexto: "Temos ainda a considerar que as Prefeituras, a exemplo da abertura de outros serviços, também poderão, em caráter excepcional, decidirem da forma como se sentirem seguros". Até o início da noite deste sábado, não havia qualquer posição definitiva, ao menos que tenha sido anunciada oficialmente, em relação à possibilidade do retorno presencial nas escolas públicas e privadas do Estado.

NÚMEROS AINDA ASSUSTAM: 119 MORTES EM UMA SEMANA

Semana de números apavorantes da Covid 19, tanto em Rondônia quanto no país inteiro. Já temos, em terras brasileiras, quase 222 mil mortos. Mais de 9 milhões e 100 mil casos, embora haja o alívio de que cerca de 8 milhões já se recuperaram. No nosso Estado, do sábado passado até esta sexta, ou seja, em apenas sete dias, tivemos nada menos do que 119 óbitos, das quais 36 na Capital. Do total de cerca de 124 mil contaminados, tivemos a boa notícia de que mais de 102 mil já se recuperaram. A transferência de doentes de ocupantes de leitos comuns para outros Estados, aliviou um pouco os hospitais, mas não as UTIs, que podem não dar conta, em pouco tempo, de tanta gente com a doença em estágio mais grave. O Boletim deste sábado confirma isso: foram mais 757 contaminados e, ainda, outras 13 mortes, das quais nove em Porto Velho. Nos próximos dias, se saberá se os 14 dias de Lockdown diminuíram ou não o número de infectados. Também nesse quesito, a semana que chega será cheia de expectativas.

VACINAS CHEGAM PARA IDOSOS DE MAIS DE 80 ANOS

Boa notícia para os idosos porto velhenses. A partir desta terça-feira, dia 2, começa a vacinação para as pessoas com mais de 80 anos que vivem na Capital rondoniense. O anúncio oficial foi feito pela Prefeitura, que recebeu, até agora, 23 mil doses das vacinas (Coronavac e Oxford), a maioria das quais foi direcionada à imunização de todos os servidores da saúde pública, principalmente os que estão na linha de frente, no combate ao coronavírus. Para evitar filas e perda de tempo, os idosos podem agendar seu horário de vacinação. Por telefone, o agendamento poderá ser realizado através do Call Center pelo número 0800 647 5225. A ligação é gratuita e o serviço funciona das 7h da manhã até 1h da madrugada. Também estão disponíveis os números 3224 - 8071, 3901-2822, 98473-6948, 98473-4537, que atendem das 8h às 17h de segunda a sexta-feira. Os locais de vacinação já foram definidos. Na zona Leste: Escolas Juscelino Kubitschek de Oliveira e Jânio da Silva Quadros; na Região Central: Escolas Carmela Dutra e Padre Chiquinho; na Zona Sul: Escola João Bento da Costa e zona Norte no Instituto Federal (IFRO) da Avenida Calama. Não há ainda números conhecidos de quantos idosos de 80 anos ou mais vivem, hoje, em Porto Velho.

COMANDO DA ASSEMBLEIA TROCA DE MÃOS. REDANO ASSUME

A segunda-feira chega com uma mudança importante no comando de um dos poderes do Estado. O deputado Alex Redano, duas vezes eleito por Ariquemes, assume a presidência da Assembleia Legislativa de Rondônia. Redano é o atual vice-presidente da Casa e foi eleito por seus pares para comandar o Parlamento nos últimos dois anos da atual legislatura. Ele substitui a Laerte Gomes, que ficou no primeiro biênio à frente da ALE e fez um trabalho muito elogiado. Redano assume com a missão não só de dar continuidade a várias ações, como, ainda, implementar as mudanças que vão representar suas convicções para que o Parlamento continue cumprindo sua missão, servindo à coletividade rondoniense. Redano já anunciou que a Assembleia sempre será parceira, em relação ao governo, mas sem abrir mão do seu poder de fiscalização constante e de todo o papel institucional que lhe compete. A solenidade de posse da nova Mesa Diretora (que terá ainda os deputados Jean Oliveira, Marcelo Cruz, Jair Montes, Cirone Deiró, Alex Silva e Johnny Paixão) ocorrerá nesta segunda, a partir das 10 horas da manhã, com a presença restrita de público e muitos cuidados no cumprimento das prevenções contra a pandemia. Haverá transmissão ao vivo pelas redes sociais.  

ELEIÇÃO NO CONGRESSO DEFINE FUTURO DE BOLSONARO

Enquanto por aqui, no geral, o clima político e o relacionamento entre Parlamento e Governo vão muito bem, não se pode dizer o mesmo sobre Brasília e a eleição dos novos presidentes da Câmara Federal e do Senado. O presidente Bolsonaro está jogando todas as cartas, buscando eleger aliados, principalmente Artur Lira, do Progressistas, na Câmara. Porque se perder o comando da Casa novamente para um opositor (Baleia Rossi, do MDB, uniu em torno do seu nome vários partidos de oposição, incluindo os radicais de esquerda), a vida do Chefe da Nação será transformada num inferno, com pedidos de impeachment toda a semana e uma guerra política que, sem dúvida alguma, poderá causar muitos danos ao seu governo e implodir seus planos de reeleição. Os aliados do Planalto alegam que não serão submissos ao Planalto, mas estão mesmo é ávidos por liberação de emendas, por cargos e ministérios. Para não ficar refém de uma oposição furiosa, que jamais aceitou a grande derrota nas urnas, na última eleição presidencial. Bolsonaro poderá ficar refém do Centrão e dos querem mesmo é uma fatia do poder. Na balança, ele prefere abrir mão de algumas convicções a ser fuzilado politicamente por partidos como o PMDB, PSDB PDT, PT, PSOL e vários outros, da esquerda moderada à extrema esquerda. O primeiro de fevereiro pode definir como serão os últimos dois anos do atual governo e, até, se ele ainda terá dois anos. Se Baleia Rossi e seus parceiros ganharem, começa de imediato a fritura do Presidente dos 57 milhões de votos.

DECRETO LIBERA GARIMPOS. VAI COMEÇAR A GRITARIA AMBIENTAL

Preparemo-nos todos. E que se prepare, mais ainda, o governador Marcos Rocha! Vem aí uma chuva de protestos, de ações judiciais patrocinadas por ONGs e pelo próprio Ministério Público Federal, além de uma centena de entidades que vivem discursando "em defesa do meio ambiente". Pois Rocha teve a coragem de assinar, nesta sexta, decreto que regulamenta o garimpo em Rondônia, inclusive no rio Madeira. Mesmo que a nova legislação estadual determine rigoroso controle dos garimpos e todas as licenças ambientais possíveis, é claro que a questão é muito controversa, já que o controle da garimpagem dependeria unicamente da legislação federal. E ela prefere que nossas riquezas sejam roubadas, contrabandeadas, deixando atrás apenas destruição e nem um só centavo de tributos. O governador comemorou a assinatura do novo decreto, que chamou de "histórica". Mas é bom se preparar. Os verdadeiros donos da Amazônia vão fazer de tudo para não permitir que todos os rondonienses sejam beneficiados pelas riquezas imensas que temos por aqui. O ouro não é nosso. É do garimpo ilegal e dos contrabandistas...

TRINTA ANOS DEPOIS CHEGA AO FIM DRAMA DOS MORADORES

Antigos moradores do bairro da Lagoa, alguns vivendo naquela área da Capital há mais de 30 anos e enfrentando, em todas as temporadas de chuvas, alagações que tomam as ruas e invadem suas casas, parecem não acreditar no que estão vendo. Galerias enormes e canos para o escoamento da água começaram a serem colocados no local, pela Prefeitura. Ao mesmo tempo que as obras de infraestrutura chegaram, em alguns locais chegou também o asfalto, como está ocorrendo neste momento na Rua Matrixã e como ocorrerá em todas as ruas daquela área da cidade.  Há mais de três décadas morador da rua Curimatá, que jamais recebeu benfeitorias para impedir que sua casa seja invadida pelas águas, a cada chuva, o famoso radialista e Dinossauro Beni  Andrade comemorou, com seus vizinhos, a chegada dos homens e máquinas, elogiando o prefeito Hildon Chaves por fazer um trabalho que toda a comunidade daquela região da cidade esperava há tanto tempo. Neste final de semana, acompanhado do seu vice, Maurício Carvalho, o Prefeito gravou uma Live do local das obras, tão empolgado como o fazia quando estava em campanha pela reeleição.

PERGUNTINHA

Você considerou justa a conquista da Taça Libertadores da América pelo Palmeiras, num jogo muito disputado, no Maracanã?

Fonte - Sergio Pires/NewsRondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.