News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 04 de Março de 2021

Livre

Marcelo Bennesby – A alegria da Redação - Por Silvio M. Santos (Zekatraca)

Ao querido colega de redação Marcelo Bennesby nossas sinceras saudades.
Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2021 - 15:32

Desde quando a sede do Diário da Amazônia (no qual trabalhei de junho de 1994, até outubro de 2019), saiu da Rua Joaquim Nabuco e foi para a Avenida Calama onde já funcionava a RedeTV/RO, passamos a dividir a sala da redação do Jornal com a equipe da Televisão, nós do Diário da Amazônia passamos a desfrutar da alegria contagiante do Marcelo Bennesby.

Lembrando que as redações, ficam no segundo piso do prédio da Calama, porém, quando o Marcelo chegava na recepção do térreo a gente sabia. Sabia porque ele já abria porta fazendo brincadeira com a recepcionista e com quem estivesse na sala, e era em voz alta (quase aos gritos), não tinha quem ficasse sério enquanto ele estivesse produzindo os textos, que iriam ao ar através do Fala Rondônia, programa que era apresentado por ele. Na realidade, ele só ficava calado no momento que estava revisando os textos, depois, sempre tinha alguém escolhido por ele para ser vítima de ‘gozações’, ultimamente, a maior vítima era o Redator Chefe do Diário Solano Ferreira, aí as zuações eram recíprocas, os dois sempre lembravam das gafes praticadas quando começaram na TV Rondônia e essas lembranças não se esgotavam, todo dia Marcelo entrava da redação chamando a atenção para uma das gafes cometidas pelo Solano e de volta Solano lembrava de alguma sua. E assim, quando Marcelo estava na redação ninguém conseguia ficar sério, era uma piada atrás da outra ou uma brincadeira. Pouquíssimas vezes vimos o Marcelo sem estar de bom humor.

Nossa amizade vinha de muito longe pois, apresentei junto com Peti Bannesby pai do Marcelo um Programa de Carnaval na Rádio Caiari em meados da década de 1960. Além disso, sempre encontrava o Marcelo na noite, já que ele era guitarrista roqueiro dos bons e teve até banda de roque.

O interessante, foi que domingo (24) pela manhã, fui ao estúdio do João Luiz Kerdes acompanhar junto com a Ana a edição do vídeo com história do Boi Bumbá em Porto Velho e o João nos mostrou várias imagens com o Marcelo apresentando programas em vários canais de televisão do nosso estado.

Marcelo Silveira Bennesby faleceu às 23h30 na noite de domingo 24, vítima de complicações em virtude da Covid – 19.

“Ele estava internado desde a manhã do dia 1º de janeiro deste ano, quando sofreu AVC (Acidente Vascular Cerebral). Foi imediatamente socorrido pela esposa Aline e deu entrada num hospital particular, em Porto Velho, onde passou por cirurgia e permaneceu internado em UTI. O Diário da Amazônia apurou que o quadro de saúde complicou após contrair infecção hospitalar, pneumonia e por último foi positivado para a Covid-19 contraída na UT. Marcelo foi um jornalista atuante na defesa de assuntos da coletividade. Era amante do jornalismo comunitário e gostava de dar voz ao seu público. Sua carreira profissional foi destacável em todas as empresas aonde trabalhou.

Bennesby também era empresário e disputou eleições duas vezes para deputado estadual ficando como suplente em 2006 pelo PV e em 2018 pelo PDT. Na vida social era discreto e se dedicava a arte musical. Fundou e foi líder por mais de 20 anos da banda Rock Soul Funk onde era guitarrista” (Fonte Diário da Amazônia)

Marcelo Bennesby deixa a esposa, Aline Martinicano Ferreira, os filhos Eduardo Ferracioli Bennesby, de 12 anos e Isabella Ferracioli Bennesby, 16 anos e a enteada Sara Martimiamo Ferreira.

Ao querido colega de redação Marcelo Bennesby nossas sinceras saudades.

Fonte - 010 - silvio santo/ZEKATRACA

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.