News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 26 de Fevereiro de 2021

Livre

Com 108 anos, idosa abre mão da vacina contra Covid-19

Dona Hilda mora na pequena comunidade de Três Ilhas, a quase 30 km do Centro da cidade. Ela havia sido selecionada para ser uma das primeiras imunizadas, mas tomou atitude generosa.
Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021 - 16:02

Em nome da generosidade, uma idosa de 108 anos de Rio das Flores (RJ) abriu mão de ser uma das primeiras vacinadas contra a Covid-19 na cidade. A atitude de dona Hilda Cândida da Silva foi por uma boa causa: ela cedeu a vez para o próximo da fila.

Dona Hilda mora na pequena comunidade de Três Ilhas, a quase 30 km do Centro de Rio das Flores. No documento de identidade, ela aparece um pouco mais nova, com 106 anos. A justificativa da família é de que na época em que ela veio ao mundo se registrava o filho depois da data certa do nascimento.

Em Rio das Flores, seis idosos serão vacinados contra a Covid-19 nesta primeira etapa da campanha. O primeiro a ser imunizado na cidade foi um idoso de 99 anos, que está a poucos dias de completar 100.

Por ser uma das mais velhas, dona Hilda foi escolhida para estar entre os seis primeiros que receberão a dose. Na terça-feira (19), a equipe de enfermagem esteve na casa dela para aplicar a vacina, mas ela disse “não”. Deixou claro que o motivo não foi por medo, mas sim, pela generosidade de pensar no próximo.

Josélia Aparecida de Oliveira, uma das netas que cuidam dela, acredita que a avó foi capaz de pensar naqueles que talvez tenham um caminho “mais longo” a percorrer.

"Ela quis deixar para os mais novos, pra quem tem uma vida mais longa ainda. Sinceramente, a gente quer muito a vacina, e ela dispensou pensando no próximo. Uma atitude muito generosa da parte dela", opinou Josélia.

Depois de mais de um século de vida, a saúde da dona Hilda tem suas barreiras. Os remédios que ela toma hoje em dia não são poucos e a limitação do dia a dia já entrou na rotina da simpática senhora.

Analfabeta, dona Hilda carrega o conhecimento que as cadeiras de faculdade nenhuma pode dar. Da forma dela, sabe que o coronavírus mudou o mundo. Os caminhos que ela percorreu até aqui tiveram muito suor e lágrimas, mas também, paciência, solidariedade e muita fé de que a pandemia vai passar.

"Sou religiosa e o nosso Pai Eterno está aqui. Essa doença vai embora", profetizou dona Hilda.

Fonte - 20 - Por G1 Sul do Rio e Costa Verde

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.