News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 19 de Janeiro de 2021

Livre

Motoristas de APP's evitam bairros e residenciais mais perigosos da cidade

Entre dez chamadas, duas ou três são atendidas.
Terça-Feira, 12 de Janeiro de 2021 - 16:50

Porto Velho, RONDÔNIA – Moradores da periferia Leste desta Capital, a parte mais afastada da cidade, logo após o início dos assaltos aos profissionais motoristas de Aplicativos passou a ter problemas para acessar chamadas por esse tipo de transporte alternativo, antes, um dos mais atrativos do sistema por telefonia local.  

Entre dez chamadas, duas ou três são atendidas. Os cancelamentos ocorrem mais no período noturno, quando, os APPs alegam ter medo de assaltos', se queixa a diarista Maria José, 50, moradora do residencial Crystal da Calama.

O Orgulho do Madeira, na divisa dos bairros Jardim Santana e Mariana, segundo dados extra-oficiais, 'têm sido os locais da periferia Leste onde mais tem ocorrido assalto', informaram parte dos profissionais que desistem das chamadas para esses pontos da cidade.  

A recusa, de acordo com um desses profissionais, 'só não ocorre quando feita de dia ou logo cedo da noite'. Para essa fonte, 'o grande perigo se dá quando as chamadas são feitas por mulheres, à noite'. Muitos deles atendiam, em alguns casos, levados pela atração da cliente e logo estavam diante de ladrões ao chegarem ao destino. 

Além do Crystal da Calama e do Orgulho do Madeira, outro ponto entre os residenciais que compõem o Programa de Habitação Minha Casa Minha Vida, 'são o Morar Melhor e Areia Branca, na Zona Sul.

Desde que os assaltos começaram a tirar o sono dos APPs, inclusive com eles trancados no porta-malas do veículo enquanto os ladrões promoviam furtos e roubos na cidade, a clientela de lugares não enquadrados na 'Zona Vermelha da Polícia', também passou a ter as chamadas canceladas.  

Nos finais de semana, sábados e feriados, clientes potenciais das periferias Norte, Sul e Leste, além de parte dos pontos mais afastados da Capital Porto Velho, dentro da cidade, também se queixam dos cancelamentos a partir do 'cair da noite'; apesar da identificação anunciada do cliente.  

No rol dos bairros mais perigosos para motoristas trabalhar de UBER na Capital rondoniense, de acordo com parte dos representantes dessa categoria, embora autoridades policiais não forneçam dados concretos sobre o número exato de casos ocorridos, como toda a Capital, 'aqui, nós, só temos a saída do cancelamento das chamadas'.  

CONTRAPONTO À PERIFERIA - Por outro lado, além das periferias Norte, Sul e Leste, as mais movimentadas em atendimento as chamadas pelo sistema UBER e taxi compartilhado, reiterou a mesma fonte, 'Porto Velho ainda enfrenta muitos problemas na área de segurança pública, também, àqueles que estão nas ruas dos bairros do centro, a exemplo do Areal, Triângulo, Porto Cai N´Água, Agricolândia, Olaria (onde estar instalado o prédio do Fórum Geral do Tribunal de Justiça) – ou mesmo no São Cristóvão e Liberdade, dois dos mais tradicionais da cidade.  

Fonte - NewsRondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.