News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 21 de Janeiro de 2021

Livre

RETROSPECTIVA - Assistência técnica e extensão rural atenderam a agricultura familiar com criatividade e modernização em Rondônia

especialmente os mais vulneráveis. Todo esse trabalho seria feito de forma presencial, através de contatos e visitas à propriedade, além das metodologias que anualmente são aplicadas para orientação, apresentação de novas técnicas e troca de informações.
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020 - 11:21

Na expectativa de acompanhar o crescimento tecnológico de uma agricultura 4.0, a Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) iniciou o ano de 2020 com uma nova estratégia de atuação dos serviços prestados ao campo. Investindo em novas plataformas de sistema digital, em auxílio aos técnicos no cadastramento e atendimento aos produtores rurais, não imaginava que esse seria o caminho para livrá-la da ociosidade que poderia vir a ser um ano marcado pelas angústias e incertezas de uma pandemia que pegou a todos inesperadamente. Mas, apesar de todas as dificuldades, a Emater-RO usou de criatividade para vencer os obstáculos e o resultado está sendo uma agricultura moderna e fortalecida.

As ações planejadas para o ano de 2020, inseridas no Programa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Proater), previa o apoio integral ao desenvolvimento agropecuário do Estado, tendo por foco o fortalecimento e consolidação da agricultura familiar. Com sua capilaridade e excelência na execução dos serviços de assistência técnica e extensão rural (Ater), e atuação sistêmica na construção de um futuro produtivo e sustentável, trazia como prioridade melhorar a produção  das famílias rurais e, por conseguinte as condições de vida da população rural, especialmente os mais vulneráveis.

Todo esse trabalho seria feito de forma presencial, através de contatos e visitas à propriedade, além das metodologias que anualmente são aplicadas para orientação, apresentação de novas técnicas e troca de informações. Entretanto, surpreendidos com a chegada da pandemia (Covid-19), a primeira reação foi de estagnação, isolamento, paralisação das atividades, mas depois veio a consciência e a realidade: A agricultura familiar é a base da alimentação no país e sem produção o país não sobreviveria. Então, as alternativas começaram a surgir.

NOVA REALIDADE

Cumprindo sua missão de “prestar serviço de Ater de forma participativa junto aos agricultores familiares e suas organizações, visando o desenvolvimento humano sustentável”, a Emater-RO traçou estratégias para continuar prestando assistência necessária a esse público que agora, redobrava sua importância no contexto social.

A nova realidade exigia agora a utilização de novos recursos, novas plataformas digitais que pudessem auxiliar os técnicos no atendimento aos produtores rurais com um conjunto de ferramentas integradas e acessíveis de forma remota. Também foram tomadas medidas que trouxesse segurança tanto para a equipe técnica como para o público em geral.

Durante a fase mais crítica da pandemia e apoiada por parceiros, como a Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), a Emater-RO distribuiu cerca de 50 mil máscaras do projeto “Previna-se” às famílias em situação de vulnerabilidade social e financeira. Visando manter a comercialização dos produtos da agricultura familiar e promover a geração de renda das famílias no campo, deu continuidade ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e promoveu feiras itinerantes nos condomínios da Capital.

Os extensionistas também auxiliaram as famílias rurais na orientação sobre auxílio emergencial. Com base na Medida Provisória nº 935/2020, consolidou as informações básicas que foram disponibilizadas em cartilha para consulta dos interessados.

REESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO

A estruturação física com reformas de imóveis e aquisição de veículos e equipamentos garantiram a modernização das ações da Emater-RO que passou a ter mais condições para melhor atender seu público. Neste ano, escritórios locais e regionais foram reformados, garantindo bem-estar aos colaboradores e público assistido.

Através de emendas parlamentares e recursos próprios da Emater-RO foram adquiridos diversos veículos como: pick-ups traçadas, pick-ups utilitárias, caminhões baú e criogênico para transporte de nitrogênio, que se tornou essencial, após a reativação das duas usinas. Foram adquiridos ainda, três veículos-furgão para laboratório móvel, tratores de pneus, enciladeiras, vagões distribuidores de calcário e adubo, pás carregadeiras, carretas basculantes e outros equipamentos de engate em tratores de pneus, além de notebooks, impressoras e bebedouros, oferecendo estrutura e equipamentos modernos para melhor atendimento nos serviços de Ater.

EMATER DIGITAL

Entrando definitivamente na era digital a Emater-RO investiu no Sistema de Gerenciamento e Monitoramento de Ater (Sigater) que foi totalmente melhorado e adaptado para as novas plataformas de atendimento, com um sistema capaz de atender no formato on-line e off-line. Foi criado ainda o aplicativo “Minha Emater”, aproximando produtores, extensionistas e público em geral que terão mais facilidade para identificar propriedades e conhecer os programas de políticas públicas voltados para o desenvolvimento agrícola do Estado.

O Sistema de Capacitação em Serviços de Ater (Capes) ampliou aos extensionistas a possibilidade de troca de informação e participação em cursos que antes limitava o número de pessoas. Além de capacitar e promover a troca de informações entre os técnicos da Emater-RO, o sistema conta com parceiros na realização de cursos mais específicos e deverá estender os serviços na capacitação de produtores rurais.

SERVIÇOS DE ATER GARANTIDOS

No setor produtivo a Emater-RO intensificou, de forma gradual e segura, a prestação de serviços e atendimentos técnicos, visando a melhoria da qualidade e produtividade da produção. Assim, manteve a assistência técnica aos cafeicultores, inclusive o concurso de qualidade e produtividade do café que, em sua quinta edição, levou incentivo aos cafeicultores com R$ 289 mil em prêmios.

O investimento na bovinocultura leiteira, desde o manejo de pastagem até o beneficiamento do produto foi um dos pilares para o crescimento da produção e melhoria da qualidade do leite no Estado. O incentivo ao calcário, com entrega gratuita até a sede dos municípios e parceria com as prefeituras foi essencial para a produção de uma pastagem mais eficiente e uma alimentação nutricional mais adequada para os animais.

Para melhoramento genético dos bovinos foi firmado, ainda, um termo de cooperação com a Associação Brasileira de Criadores de Zebu ( ABCZ) para implantação do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino do Estado de Rondônia (Pró Genética-RO), capacitando e qualificando os técnicos que prestam assistência aos criadores de gado bovino em Rondônia. Através da parceria com a ABCZ, 96 extensionistas da Emater-RO foram capacitados sobre avaliação de touros das raças zebuínas, seguindo a técnica e metodologia Epmuras.

Outras culturas como o cacau, piscicultura e fruticultura, também receberam atenção especial da Emater-RO. Na cacauicultura, por exemplo, foram atendidas cerca de três mil famílias rurais ativas na cultura, desde os cuidados na lavoura até o processamento de frutos, polpas, cascas e comercialização do produto. Já, na piscicultura foi implantado o Projeto de Desenvolvimento de Piscicultura com Sustentabilidade incentivando a criação de espécies comerciais mais conhecidas em cativeiro e disponibilizados três laboratórios móveis de análise de água e de ictioparasitos, possibilitando a realização de diagnósticos e a prevenção e tratamento de doenças parasitarias do pescado direto na propriedade.

Essas e outras ações, somadas à criatividade tanto dos extensionistas quanto dos produtores rurais, garantiram a sobrevivência da família rural que manteve suas atividades mesmo durante a pandemia. Hoje, muito mais fortalecidas e inovadas com a adesão às novas tecnologias, a agricultura do Estado de Rondônia deu um grande salto trazendo evoluções importantes nos processos produtivos e na qualidade dos produtos oferecidos e que, com certeza fará a diferença nas atividades da agricultura familiar.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.