News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Sabado, 28 de Novembro de 2020

Livre

Após pressão do Sindicato, Bradesco revoga cinco demissões em Rondônia em um só dia

O Bradesco disse ainda que todos os pedidos de revogação de demissão feitos pelo Sindicato continuam sendo avaliados, caso a caso.
Sabado, 14 de Novembro de 2020 - 17:04

Após muita pressão do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), com atos e mobilizações populares, protestos e fechamento de agências, distribuição de panfletos e contato constante com os trabalhadores, o Bradesco, atendendo à reivindicação do Sindicato, revogou, somente nesta sexta-feira (13/11), cinco demissões feitas no Estado nos últimos dias.

Pela parte da manhã o Departamento de Recursos Humanos do banco (com sede em São Paulo), entrou em contato com a presidência do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) e anunciou o cancelamento da demissão de uma funcionária do Bradesco de Ariquemes, grávida. Horas depois o Departamento de Relações Sindicais do banco ligou para o Sindicato e anunciou a revogação de mais quatro demissões, todos eles portadores de doenças ocupacionais (LER/DORT, causadas pela atividade desempenhada no trabalho).

O Bradesco disse ainda que todos os pedidos de revogação de demissão feitos pelo Sindicato continuam sendo avaliados, caso a caso.

LUTA PERMANENTE DO SINDICATO

Apesar dessas cinco vitórias num mesmo dia, o Sindicato continua cobrando o Bradesco para que mais trabalhadores demitidos tenham seu emprego de volta, principalmente neste momento de crise econômica e de uma pandemia que teve um forte impacto no aumento do desemprego no país.

Essa permanente luta pelo emprego e direitos dos trabalhadores também é feita por meio de matérias jornalísticas produzidas pelo Sindicato e enviadas para toda a imprensa rondoniense e para as entidades sindicais a nível nacional, e amplamente divulgadas nas redes sociais (Facebook, Twitter, WhatsApp e torpedos SMS).

“Por isso é importante que os trabalhadores estejam sempre antenados às notícias e aos informativos que produzimos, e também sempre buscarem informações e tirarem quaisquer dúvidas junto ao Sindicato, para que possamos dar todas as orientações necessárias e, principalmente, garantir o suporte jurídico a cada trabalhador que se sentir injustiçado. E os casos em que não conseguirmos solucionar junto ao banco, de forma administrativa, serão levados à Justiça do Trabalho, e para isso contamos com a assessoria jurídica de um Escritório de Advocacia com mais de 25 anos de experiência e muitas vitórias conquistadas em favor dos trabalhadores”, ressalta Pinheiro.

Os bancários que forem demitidos devem procurar o SEEB-RO, em posse de exames e laudos médicos que confirmem doenças ocupacionais (como LER/DORT), gravidez ou qualquer documento que comprove que o trabalhador não pode ser demitido, a exemplo daqueles que possuem alguma estabilidade no emprego.

ONDA DE DEMISSÕES

O Bradesco já demitiu mais de 1.200 trabalhadores este ano, de acordo com cálculos da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco. Isso no mesmo período em que obteve Lucro Líquido Recorrente de R$ 12,657 bilhões nos primeiros nove meses de 2020.

Os três maiores bancos privados do país (Bradesco, Itaú e Santander) continuam demitindo. Ao todo, já dispensaram mais de 12 mil trabalhadores este ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, em claro descumprimento ao acordo firmado em março, ao movimento sindical, de não demitir enquanto durasse a pandemia do novo coronavírus.

Fonte - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.