News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020

Livre

VITÓRIA: Bradesco volta atrás em demissão de funcionária grávida

O RH do Bradesco disse ainda que todos os pedidos de revogação de demissão feitos pelo Sindicato até o momento estão sendo avaliados
Sexta-Feira, 13 de Novembro de 2020 - 13:23

Um sentimento de vitória, alívio e esperança é a tônica para os funcionários do Bradesco em Rondônia, já que, na manhã desta sexta-feira, 13/11, o Departamento de Recursos Humanos do banco (com sede em São Paulo), entrou em contato com a presidência do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) e anunciou que vai revogar a demissão de uma funcionária do Bradesco de Ariquemes, que está grávida.

O pedido de revogação da demissão foi feito pelo Sindicato no dia 5 de novembro, por meio do ofício 109/2020. E somente após muita pressão, inclusive com matéria jornalística que alcançou fortemente a opinião pública, é que a direção do banco resolveu voltar atrás com essa tentativa considerada desumana de tirar o emprego – e o sustento – de uma trabalhadora grávida de quatro semanas.

O RH do Bradesco disse ainda que todos os pedidos de revogação de demissão feitos pelo Sindicato até o momento estão sendo avaliados para, talvez, haver novas revogações de desligamentos.

Para o presidente do SEEB-RO, José Pinheiro, essa é uma grande vitória para a categoria, pois confirma que a luta dos trabalhadores, em parceria com o Sindicato, é a forma mais eficiente de buscar a segurança do emprego e dos direitos dos trabalhadores.

“Por isso que insistimos tanto na orientação aos trabalhadores que forem demitidos, em procurar imediatamente o Sindicato, pois sempre estaremos prontos para lutar pela garantia do emprego e dos direitos. E com essa onda de demissões que atinge todos os funcionários dos bancos privados, mesmo em plena pandemia, sempre tentamos resolver através do diálogo com os bancos, pedindo a revogação das demissões por via administrativa, pela diplomacia. Mas, quando os bancos se recusam, levamos os casos à Justiça do Trabalho. E é importante lembrar que o Sindicato conta com a assessoria jurídica de um Escritório de Advocacia com mais de 25 anos de experiência e vitórias nas ações levadas à Justiça”, ressalta Pinheiro.

Os trabalhadores que forem demitidos devem procurar imediatamente o SEEB-RO, em posse de exames e laudos médicos que confirmem doenças ocupacionais (como LER/DORT), gravidez ou qualquer documento que comprove que o trabalhador não pode ser demitido, a exemplo daqueles que possuem alguma estabilidade no emprego.

ONDA DE DEMISSÕES

O Bradesco já demitiu mais de 1.200 trabalhadores este ano, de acordo com cálculos da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Bradesco. Isso no mesmo período em que obteve Lucro Líquido Recorrente de R$ 12,657 bilhões nos primeiros nove meses de 2020.

Os três maiores bancos privados do país (Bradesco, Itaú e Santander) continuam demitindo. Ao todo, já dispensaram mais de 12 mil trabalhadores este ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, em claro descumprimento ao acordo firmado em março, ao movimento sindical, de não demitir enquanto durasse a pandemia do novo coronavírus.

Só em Rondônia já foram 21 pessoas que perderam o emprego no Bradesco de setembro até o dia de hoje, 13/11.

Fonte - 010 - RONDINELI GONZALEZ - DRT 00700

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.