News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Livre

Cristiane Lopes tem o saneamento básico como prioridade na sua gestão

Um dado mais alarmante e preocupante é que 2,5% dos esgotos de Porto Velho são tratados.
Quinta-Feira, 12 de Novembro de 2020 - 12:12

Porto Velho está no ranking da falta de saneamento no Brasil. Apenas 4,8% da população da nossa capital têm acesso a este tipo de recurso, ou seja o tratamento de esgoto. É um dado triste e alarmante que foi noticiado nacionalmente no Programa Câmera Record. Um dado mais alarmante e preocupante é que 2,5% dos esgotos de Porto Velho são tratados. 

O saneamento básico precisa ser tratado a partir da conclusão do Plano Diretor. Na nossa gestão como primeira prefeita mulher de Porto Velho, iremos realizar os trabalhos do Plano Municipal de saneamento básico de verdade, sem as maquiagens que foram feitas até agora. Com a nossa equipe técnica serão realizadas as audiências públicas nos distritos do Baixo, Médio e Alto Madeira com as audiências públicas para ter a população as informações necessárias a percepção da população com relação a isso para elaboração de um diagnóstico que no futuro vai nos ajudar a construir um prognóstico e no final das contas uma recomendação para que o trabalho que deve ser feito como prioritário dentro da capital do distrito para solução do problema do saneamento básico.

Quanto à água tratada estudos realizados concluíram que 35,26% da população total de Porto Velho (inclui os distritos e zona rural) é atendida com abastecimento de água e que apenas 36,67% da população urbana do município é atendida com abastecimento de água. 

Quanto à Coleta e tratamento de esgoto a população total de Porto Velho 4,76% tem seu esgoto coletado. E quando se fala de tratamento de esgoto em relação à água consumida o número é de 2,51%. Grande parte do esgoto ainda é jogado diretamente na natureza, causando problemas ambientais e sanitários.

"É prioridade para mim, se for eleita prefeita de Porto Velho é priorizar esse tema do saneamento básico que vem se arrastando há anos. Não podemos mais esperar e maquiar. Porto Velho ainda enfrenta desafios que não condizem com a importância da cidade frente ao estado e a região; o saneamento básico para os portovelhenses, principalmente aos serviços de esgotamento sanitário, traz reflexões importantes", destacou a candidata Cristiane Lopes. As vantagens da expansão da rede de esgoto são diversas: desde a valorização imobiliária, econômica e educacional até a diminuição da proliferação de doenças que coloca em risco à saúde e a qualidade de vida de toda população.

Fonte - 010 - Assessoria
Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.