News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Livre

Como faço para ajudar meu ex-marido a seguir em frente?

Veja tudo sobre isso nesse artigo.
Segunda-Feira, 09 de Novembro de 2020 - 09:18

O divórcio pode ser uma das experiências mais estressantes da vida de um adulto. Você sentirá tristeza pela perda do relacionamento marcial e de suas esperanças e objetivos compartilhados para o futuro. Você também terá que deixar para trás sua identidade como parte de um casal e se acostumar a ser solteiro.

Muitos infiéis se asseguram que não vão ser abandonados pelos seus parceiros por conta do suporte financeiro que oferecem, na cabeça deles, eles atuam como “sugar daddy” de suas parceiras.

Muitos parceiros lutam com essa transição, e um dos aspectos mais difíceis pode ser abrir mão do relacionamento íntimo que vocês tinham juntos, especialmente se fosse um relacionamento de apoio e carinho. Casais que terminam seus relacionamentos com muitos conflitos também podem ter dificuldade em se livrar dos ressentimentos e se mover em direção a objetivos futuros.

Certifique-se de que todos os papéis e acordos de divórcio foram cumpridos. Seu ex-marido terá dificuldade em seguir em frente se houver quaisquer acordos legais, questões financeiras ou questões de propriedade pendentes. O casal precisa ter um fechamento em todas as questões a fim de diminuir o contato um com o outro e focar nos objetivos e planos futuros. Se algum desses problemas estiver pendente, tente resolvê-los o mais rápido possível.

Limite o contato um com o outro por um período significativo de tempo. Embora seja uma boa ideia acreditar que você e seu ex podem eventualmente se tornar amigos, esse processo leva tempo e leva separação. Ambos precisam ser capazes de se distanciar do relacionamento, e é difícil fazer isso se você ainda se comunicar sobre sua vida diária ou questões emocionais. Se houver filhos do casamento, talvez seja necessário entrar em contato um com o outro a respeito das necessidades deles, mas isso pode ser feito de forma a limitar qualquer troca pessoal entre vocês dois. Limite o contato telefônico, não fiquem conectados em sites de redes sociais e dêem um ao outro tempo para explorar novas experiências.

Incentive seu ex a buscar apoio de um terapeuta ou grupo de apoio. Alguns casais têm o hábito de recorrer um ao outro em busca de apoio, mas, após o divórcio, essa dinâmica naturalmente precisará mudar. Se você acha que seu ex está tendo problemas para se desapegar, estabeleça limites com ele e incentive-o a buscar apoio de fontes externas. É importante que ele encontre ajuda e compreensão, e um conselheiro ou grupo pode ajudar a preencher o vazio que ele está experimentando após o divórcio.

Fonte - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.