News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

Livre

A COVID-19 acabou apenas em Porto Velho?

Nossa redação recebeu vários vídeos de festas realizadas nesse final de semana e nessas imagens ninguém usa máscara.
Segunda-Feira, 09 de Novembro de 2020 - 07:53

Apesar das mortes por COVID-19 ter destruído muitas famílias e a cada dia noticiamos um aumento do número de casos, alguns estabelecimentos de Porto Velho ignoraram as notificações e dão a impressão que estão vivendo em outro planeta. Para piorar esse cenário, pessoas irresponsáveis saem à noite, ficam aglomeradas em bares, supermercados, lojas, praças, espaços públicos ou não e contribuem ainda mais para novos casos da doença que não tem cura e muito menos uma vacina eficiente. 

O uso de máscara e respeito ao distanciamento social, são dispositivos obrigatórios por via decreto. Mas, vemos o contrário! Um desrespeito assombroso ao que é regulamentado pela lei e pelo que dizem os especialistas em saúde. Vários estabelecimentos estão permitindo a entrada de pessoas sem a devida proteção, o que é um absurdo! 

A nossa equipe de reportagem recebeu alguns vídeos e registros fotográficos onde é possível observar as pessoas desprotegidas e sem se importar com o distanciamento social.

Vale lembrar que Rondônia registrou até a data de ontem, 73.311 casos confirmados de Covid-19 e com total de 1.476 óbitos. Só em Porto Velho, um acúmulo de 34.253 casos positivos, a taxa de ocupação dos leitos é de 23,60%, com fator de crescimento de 1,078. Os dados foram divulgados neste sábado (07) pelo Governo do Estado através do Boletim Epidemiológico.

Na última sexta-feira, durante coletiva, o secretário Fernando Máximo, afirmou que houve um aumento de 107% de novos casos em Porto Velho

"Nós devemos todos continuar usando máscaras, evitando as aglomerações, passando álcool em gel, lavando as mãos com água e sabão, pois a pandemia não acabou. Infelizmente muitas pessoas não conseguiram entender isso. Nós não queremos uma segunda onda em Rondônia", reforçou o secretário.

É preciso enfatizar que estamos entrando numa espécie de segunda onda da doença, onde os casos podem ser ainda maiores nessa leva se não houver ação enérgica por parte das autoridades, cuidado maior dos empresários para evitar a contaminação em seus respectivos estabelecimentos e por último, um zelo da própria população. 

Somada a tudo isso, a violência também vem surpreendendo. Só de sábado para domingo, foi registrada uma morte, quatro pessoas baleados e dois espancados na capital.

Veja Também:

‘Gustavo Lima’ fica em estado grave após ser agredido com taco de Baseball em final de festa

Adolescente é morto a tiros após briga generalizada no Bairro Nova Porto Velho

Ou seja, se a população não morrer por complicações do COVID-19, certamente não escapará da violência desenfreada.

Fonte - News Rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.