News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Domingo, 29 de Novembro de 2020

Livre

Cristiane Lopes destaca a importância de se resolver o problema dos alagamentos em Porto Velho

As últimas chuvas que caíram em Porto Velho é o sinal que precisa ser feito um trabalho de drenagem sério e competente.
Sabado, 07 de Novembro de 2020 - 12:38

Como uma cidade amazônica, Porto Velho recebe chuvas intensas ao longo de um período com sazonalidade bem marcada. Os Igarapés urbanos tratam do escoamento dessas águas moldados pela natureza ao longo de milhares de anos. Porém, a rápida e crescente urbanização da cidade provoca a impermeabilização do solo e sobrecarrega tanto a rede natural dos igarapés como o sistema de drenagem da cidade. A consequência disso são os frequentes transtornos com alagamento de bairros residenciais e comerciais localizados em áreas de risco e a interrupção de vias de acesso aos mesmos. Todos os anos os portovelhenses sofrem no período de novembro e abril com os alagamentos, fruto do descaso da prefeitura que maquiou um sistema de drenagem que não atendeu as expectativas. 

As últimas chuvas que caíram em Porto Velho é o sinal que precisa ser feito um trabalho de drenagem sério e competente. O enchimento e afogamento do sistema de drenagem muitas vezes ocorre em poucos minutos, por isso a importância de um sistema que detecte a chuva intensa antes mesmo de atingir as áreas urbanas mais densamente povoadas. Áreas verdes, Pavimentos sustentáveis, Lixo no seu devido lugar são eixos que precisam ser adotados para diminuir o sofrimento à população causado pelas chuvas em Porto Velho. Na nossa gestão enquanto primeira prefeita de Porto Velho iremos adotar o sistema formado por 1. Barragens (seguram as águas quando elas subirem); 2. Piscinões (reservatórios que armazenam o excesso de água); 3.Canalização de córregos (impede que o lixo seja jogado nos córregos); 4. Bueiros inteligentes, Reservatórios de detenção e retenção no lote. 

As obras de drenagem trabalham com um determinado critério de segurança em relação ao nível de chuva. Se as chuvas forem mais críticas do que a previsão adotada no projeto, as obras não vão funcionar bem. (...) Também se projeta supondo um determinado nível de ocupação do solo da bacia. Se a cidade continuar crescendo, impermeabilizando o solo, aumentando a ocupação, as obras de drenagem vão se tornar cada vez mais insuficientes e é isso que ocorre com Porto Velho, por isso vamos nos dedicar com a nossa equipe resolver de vez essa situação dos alagamentos que ocorrem em nossa capital", destacou a candidata Cristiane Lopes.

Fonte - News Rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.