News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020

Livre

Coronel Ronaldo vence debate da SICTV e demonstra preparo para administrar Porto Velho

Durante a quarta rodada do Debate realizado pela Sic TV, participaram os candidatos Ronaldo Flôres, Cristiane Lopes e Samuel Costa.
Sexta-Feira, 06 de Novembro de 2020 - 15:00

Após as apresentações e conforme definido por sorteio, o candidato Ronaldo Flôres foi o primeiro a perguntar, no caso, para a candidata Cristiane Lopes. Para a surpresa de todos, o debate iniciou “quente” e a pergunta de Ronaldo, não foi um tanto amigável e nem coberta de “flores”, ao questionar Cristiane sobre sua atuação enquanto vereadora.  “Candidata, a senhora tem falado em seus discursos, que a atual gestão nada fez. Me admira a senhora como vereadora a quase quatro anos dizer disso, uma vez que, dentre as funções dos vereadores está a de fiscalizar e cobrar as providências do executivo. A minha pergunta, em relação a educação, quais suas propostas?”

Em resposta a candidata, mencionou que Ronaldo não tinha conhecimento sobre suas ações enquanto vereadora e que havia feito solicitações e protocolado documentação junto a prefeitura, o que para Ronaldo, não foi uma surpresa. Flores concluiu o assunto dizendo; “Candidata, de nada adianta protocolar documentos, tirar fotos, e mostrar para as pessoas que protocolou um documento fazendo um pedido. Mas aqui, eu não vou ensinar como deve agir um vereador”, encerrou Ronaldo.

O candidato Samuel Costa, indagou Ronaldo Flôres sobre a real possibilidade da Criação da Guarda Municipal. Imediatamente Flôres corrigiu o Samuel, “Candidato existe uma lei de 2014, talvez o senhor não tenha conhecimento dela. Essa lei permite a criação da Guarda Municipal e além disso, não implica em desemprego dos vigilantes privados ou de carreira em suas atividades, eles continuarão trabalhando normalmente e a Guarda Municipal vem como mais uma opção para combater o crime que é praticado no nosso município e para fazer segurança pública sim” disse Ronaldo.

Enquanto Cristiane Lopes e Samuel Costa trocavam farpas, o candidato do Solidariedade permaneceu focado em apresentar propostas, entre elas; ações para a educação, valorização do servidor público municipal, projetos para os distritos, investimentos para setor da agricultura, implementação do saneamento básico e estratégias para geração de emprego e renda, mostrando aos eleitores que o próximo Prefeito de Porto Velho precisa ter conhecimento dos problemas da cidade, precisa ser firme nas decisões e não perder tempo com ataques pessoais, o que para Ronaldo, o desentendimento entre os candidatos presentes se resumiu em despreparo e desrespeito com o povo. “Os Portovelhenses querem falar de um futuro melhor para eles, querem saber o que nós podemos oferecer e assim decidirem em quem votar, e não isso que aconteceu aqui. O que presenciamos hoje é um despreparado e principalmente desrespeito com o povo. Digo ainda que, os meus adversários não vieram com ataques pessoais sobre mim, porque não existe nada que desabone minha conduta. Sempre trabalhei de forma honesta, respeitando e sendo respeitado” afirmou Ronaldo.

Na rodada de perguntas feito pela população e por entidades Portovelhenses, Ronaldo Flores respondeu a pergunta feita pelo empresário Adelio Barofaldi, sobre projetos que incentivem o agronegócio. “Nos temos projetos para incentivar o agronegócio, para incentivar o monocultura e agricultura familiar. Mas, especial a nossa agricultura familiar, proporcionando aos nossos produtores, condições para que eles mais produzam, dando a eles projetos como o Porteira a Dentro, onde maquinas irão trabalhar e pessoas qualificadas da prefeitura irão auxiliar na sua produção. Quanto a monocultura, nós precisamos subsidiar o calcário que é utilizado para essa produção, nós precisamos estar mais próximo do nosso homem do campo, e eu enquanto Prefeito farei isso e muito mais” disse Flôres.

Nas perguntas desenvolvidas pela emissora, Ronaldo Flôres foi questionado sobre qual teria sido o motivo para saída do Comando da Policia Militar do Estado de Rondônia, e porque não é o candidato apoiado pelo atual governador.  “Eu fui nomeado pelo governador Daniel Pereira, e na troca de Governo eu continuei. O governador Marcos Rocha firmou alguns compromissos com a Policia Militar e com a minha pessoa, que era o Comandante Geral da Policia Militar. Esses compromissos passado um ano e alguns meses, ele não cumpriu, dentre eles; a Reestruturação Salarial da Polícia Militar do Estado de Rondônia. Nós fizemos a nossa tarefa, nós fizemos as economias necessárias e provamos que era possível conceder o realinhamento salarial. O governador não cumpriu com a palavra, e por este motivo eu decidi entregar o comando da corporação para ele, para que ele colocasse outro comandante que desse sequência a sua forma de administrar e gerir o estado de Rondônia, forma com a qual eu não compactuo.  Eu sou um militar, hoje estou indo para reserva, quando eu estive na ativa, eu comandei unidades, eu comandei a Polícia Militar do Estado de Rondônia, eu estive sempre na linha de frente, e eu tenho este perfil, esta forma de atuação, cumpro com a minha palavra. Havia um empenho da palavra dele para com a minha pessoa, que era Comandante Geral da Polícia Militar, então, para mim uma palavra empenhada por um governante, ela tem que ser cumprida, como não houve o cumprimento da palavra do governador, eu entreguei o comando da corporação para ele, por não compactuar com a forma que ele estava administrando e principalmente tratando dos assuntos da Polícia Militar”, afirmou Ronaldo Flôres.

Em suas considerações finais, o candidato a Prefeito de Porto Velho, agradeceu a oportunidade cedida pela Sic TV, a ainda alfinetou os candidatos que estão se recusando a participaram de debates que poderiam ter acontecido. “Quero agradecer a Sic TV, por proporcionar estes minis debates, infelizmente, lamento por candidatos que não estão participando, e também por candidatos que estão se recusando a participar de debates futuros. Eu tenho o entendimento que os debates contribuem para que a população conheça os candidatos e assim possam decidir o seu voto. Eu sou uma pessoa íntegra, por onde passei fiz um ótimo trabalho, nunca virei as costas para ninguém e sempre honrei os compromissos que fiz. Eu acredito que a população vai escolher o próximo prefeito ou prefeita, não por ser homem ou mulher, não por ser nascido em Porto Velho ou por ter nascido fora, mas escolherá aquele que tem a capacidade de gerir, aquele que tem a capacidade de fazer as mudanças que Porto Velho precisa. Nosso número é 77, no dia 15 de novembro, vamos fazer a diferença, vote Coronel Ronaldo Flôres e Vice Pastora Cila. Nos vemos no segundo turno” encerrou Ronaldo Flôres sua participação no debate.

Fonte - 010 - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.