News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

Livre

Com R$ 18 milhões já liberados, Japonês vai construir novo prédio para o Hospital Regional em Vilhena, veja projeto

Emenda impositiva foi conquistada em 2018 após reunião do prefeito com bancada federal
Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020 - 14:51

Em fase final de conclusão dos projetos estruturais complementares ao arquitetônico já finalizado, o novo prédio do Hospital Regional de Vilhena que será construído por Eduardo Japonês é uma das propostas para a Saúde em seu Plano de Governo registrado no TSE. Após conquistar o terreno, a emenda, o projeto e receber a liberação de R$ 18 milhões, o prefeito fala sobre a importância da ação.

“Em novembro de 2018 levamos prefeitos e vereadores do Cone Sul para conversar com a bancada federal. Na época conquistamos R$ 11,9 milhões para esse novo prédio do Hospital. Em maio conquistamos e a Câmara aprovou a doação do terreno de 4,5 hectares, próximo ao Parque Ecológico. Além disso, conseguimos também a doação do projeto do prédio, avaliado em cerca de R$ 1 milhão. Já em dezembro de 2019 conquistamos mais R$ 6,8 milhões para o projeto junto à bancada federal. Agora, com tudo isso certo, vamos começar a construir!”, garante o prefeito.

Doado pela Cidade Verde Empreendimentos, o terreno vai ser palco da maior obra de Saúde do sul de Rondônia. A previsão é que o prédio tenha quatro pavimentos. No primeiro haverá unidade de urgência e emergência de 21 leitos, cozinha, refeitório, lactário, salas de patologia clínica, imagenologia, endoscopia, almoxarifado, vestiários e setor administrativo. Já no segundo pavimento serão instalados os leitos de UTI adultos, pediátricos e cardiológicos, bem como o centro cirúrgico e a farmácia hospitalar.

Além disso, o terceiro e quarto pavimentos abrigarão 240 leitos de internação clínica, pediátrica, cirúrgica, traumatológica e psiquiátrica. Neles ainda serão construídos 32 quartos semi-privativos, enfermaria com 192 leitos e 16 quartos de isolamento.

Os cerca de R$ 18 milhões desta emenda darão início às obras da primeira etapa do novo hospital, que receberá emendas semelhantes ao longo dos próximos anos até que seja concluído. Este é, de fato, o nascimento de uma nova história para o Hospital Regional de Vilhena.

“A emenda é diferenciada, porque é impositiva, ou seja, as emendas têm que ser destinadas à cidade obrigatoriamente até a conclusão da obra. Será uma mudança, um marco na Saúde de Vilhena. Um hospital moderno para atender bem a população de todas as cidades do Cone Sul”, explica o secretário de Saúde, Afonso Emerick.

CONQUISTA COLETIVA – À época os senadores Ivo Cassol, Valdir Raupp e Acir Gurgacz e os deputados federais Mariana Carvalho, Marcos Rogério, Luiz Cláudio, Expedito Netto, Lúcio Mosquini, Marinha Raupp, Nilton Capixaba e Lindomar Garçon assinaram a emenda impositiva em benefício de Vilhena no fim de 2018.

Também participaram do pedido representantes de Cerejeiras, sendo o prefeito Airton Gomes e os vereadores Kiko, Saulo, Gabriel da Funerária e Zeca Rolista; de Pimenteiras, o prefeito Olvindo Luiz, de Pimenteiras, o prefeito Professor Ribamar, de Colorado do Oeste, a prefeita Sheila Flávia de Chupinguaia, bem como os vereadores Éder da Van, Toninho Bertozzi, Alicate, Lindaura e Rubinho do Novo Plano.

Após a construção do novo hospital, o HR poderá ser transformado em uma maternidade, UTI-Neonatal ou outro centro de saúde conforme a demanda do município no momento da conclusão da unidade.

Fonte - 010 - Assessoria
Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.