News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 04 de Dezembro de 2020

Livre

Ronaldo Flôres diz que a saúde da capital precisa sair da UTI

Ronaldo vai promover uma verdadeira campanha de prevenção a doenças, agindo assim antes da doença acontecer.
Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020 - 14:43

Entre março e agosto deste ano, no auge da pandemia da Covid-19, muitos Portovelhenses perderam os planos de saúde, a maioria por desemprego e incapacidade de manter o pagamento e que agora dependem exclusivamente do SUS, o Sistema Único de Saúde.

De acordo com Ronaldo Flôres, candidato do Solidariedade à prefeitura de Porto Velho, a pandemia encontrou na cidade um sistema de saúde desmantelado, com número insuficiente de equipes de saúde da família e UPA’s funcionando precariamente, falta de profissionais, falta de equipamentos, unidades básicas de saúde sucateadas, redução de atendimentos em todas as unidades de saúde.

Como acabar com o caos na saúde?

O que falta é gestão para a saúde melhorar e com Ronaldo Flores isso vai mudar, pois ele vai implantar a saúde noite e dia que será o maior programa em saúde pública que Porto Velho já viu.

“Em primeiro lugar iremos dar condições para as unidades de saúde que existem funcionar, em segundo construiremos mais unidades de atendimento e hospitais modernos para atender a demanda da população”, disse Ronaldo.

Ronaldo vai promover uma verdadeira campanha de prevenção a doenças, agindo assim antes da doença acontecer.

“Queremos realizar consultas nos centros de saúde e nos ambulatórios, com unidades equipadas e aparelhos de última geração, e principalmente a humanização no atendimento para que a população seja tratada com o respeito que tem direito, também iremos implantar em todas as unidades de saúde o serviço de atenção nutricional para as famílias Portovelhenses, garantindo atendimento aos usuários com equipes multiprofissionais”, comentou Flôres.

E como sair desse caos? Como melhorar as condições de assistência à saúde da população, principalmente dos mais vulneráveis?

“Em primeiro lugar, é preciso superar o imobilismo do atual governo e desenvolver ações emergenciais de Saúde, enquanto perdurar a pandemia, ou seja, enquanto não tivermos a vacinação em massa da população precisamos investir na prevenção e nos cuidados com a saúde”, diz o candidato do Solidariedade.

Todos sabem que a saúde de Porto Velho não anda bem, por isso na gestão de Ronaldo Flôres e da pastora Cila, a saúde tem prioridade com trabalho dia e noite.

“Pretendemos fazer parcerias com o governo do Estado e Ministério da Saúde para a efetivação de consórcios intermunicipais. Outra prioridade é a implantação de núcleos de apoio as equipes de saúde da família, para dar suporte ao um melhor atendimento à população. Iremos estabelecer procedimentos entre o município e as entidades medicas privadas para comprar de serviços de saúde que a prefeitura não disponha. Com uma implantação do humaniza SUS, que terá a participação dos profissionais da área médica, conselhos de saúde, gestores e comunidade, para encontrar as soluções para um melhor atendimento com respeito e cordialidade para quem procura os serviços de saúde.

Dar melhores condições para que os profissionais da área médica possam desempenhar bem o seu trabalho, prestando um bom serviço e atendendo bem a população. As futuras mamães terão um atendimento especifico para um parto normal e de baixo risco. Criaremos um comitê permanente para as demandas judiciais na área da saúde, em conjunto com órgãos do poder judiciário e executivo. E por fim desenvolver atividades de educação em saúde em praças e parques da cidade para orientar e monitorar os praticantes de atividades físicas de todas as faixas etárias”, comentou Flôres.

Mas para colocar em prática todas essas estratégias, onde a vida será prioridade e os profissionais de saúde serão valorizados, Ronaldo Flôres conta com o apoio dos eleitores que buscam por mudanças.

Fonte - 010 - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.