News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020

Livre

Núcleo de Saúde Ocupacional da Seduc realiza live sobre cuidado feminino na quarta-feira, 28

O objetivo do evento é que as mulheres reservem esse tempo para se cuidar, através das orientações dadas na live.
Sexta-Feira, 23 de Outubro de 2020 - 17:16

Com o tema “Se toque! O diagnóstico precoce pode salvar sua vida!”, o Núcleo de Saúde Ocupacional da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) realiza live sobre cuidado das mamas e do colo do útero, na quarta-feira (28) às 19h, na rede social oficial da Seduc, com a médica mastologista Mailene Lisboa e a mestre Benilce Matos que aborda empoderamento feminino.

O imperativo “Se toque!” é para que todas as mulheres, em especial às educadoras, busquem o autocuidado e o atendimento médico necessário. O objetivo do evento é que as mulheres reservem esse tempo para se cuidar, através das orientações dadas na live.

Mediadora no evento, a psicóloga Elizete Gonçalves conta que em 2020 o tema da campanha nacional é “O quanto antes melhor”, e dentro desta proposta é realizada a sensibilização de diagnóstico precoce.   “O quanto antes a mulher descobrir alguma diferença no seu corpo, o quanto antes praticar o autoexame, passar pelo médico, realizar os exames de Papanicolau e mamografia, mais chance essa mulher tem de realizar o tratamento e ser curada”, explica.

Elizete Gonçalves acrescenta que o tema “Se toque!” é um alerta para a mulher cuidar de si, realizar o toque do autoexame e o toque de cuidado. Uma vez que ninguém mais vai fazer isso por ela se a mesma não fizer. “Como psicóloga, vou falar sobre fatores de risco e de proteção, sempre trabalhando as questões emocionais. Temos muitos mitos acerca do corpo feminino. Existem mulheres de quarenta anos que chegam à clínica e nunca fizeram um autoexame. Principalmente, porque no caso do autoexame, tem a ver com o toque do corpo. Há mulheres que nem se olham no espelho, possuem uma autoimagem negativa, autoestima baixa. E existe ainda em nossos atendimentos mulheres que perdem as mamas, que já não se reconhecem mais porque efetivamente a mama traz a questão da feminilidade”, comenta.

PROTEÇÃO

De acordo com dados do Núcleo de Saúde, é imprescindível ter hábitos saudáveis, realizar alguma atividade física, buscar uma alimentação saudável e manter o peso corporal adequado e, no caso das lactantes, a prática da amamentação para que reduza em pelo menos 30% de casos.

SINTOMAS

Os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou nas axilas.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO
Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.