Livre

Cristiane Lopes sempre esteve engajada na luta contra a Violência à Mulher

O objetivo da parlamentar foi de contribuir para que as mulheres vítimas de violência não fiquem sem atendimento imediato, caso precisem. Ressaltando, ainda a importância da Patrulha Maria da Penha.
Sabado, 10 de Outubro de 2020 - 19:03

A prevenção da violência contra mulheres e meninas requer políticas e iniciativas eficazes que abordem todos os fatores de risco subjacentes à violência e intensifiquem esforços para acolher, apoiar e libertar as mulheres do ciclo de violência. No Plano de Governo da candidata Cristiane Lopes (11) se buscará facilitar e promover um atendimento integrado de serviços especializados buscando no Ministério da Mulher a aliança necessária para efetivarmos a diminuição dos casos de violência causada contra as mulheres de Porto Velho.

Em 27 de abril em sua atuação na Câmara de Vereadores de Porto Velho, Cristiane protocolou ofício n° 32/2020 para o governador Marcos Rocha, requerendo que ele ordene que os trabalhos da Patrulha Maria da Penha e demais mecanismos de combate à violência contra a mulher, que estão interrompidos ou estão em atendimento virtual, sejam considerados serviços essenciais e que retornem imediatamente o seu funcionamento normal.

O objetivo da parlamentar foi de contribuir para que as mulheres vítimas de violência não fiquem sem atendimento imediato, caso precisem. Ressaltando, ainda a importância da Patrulha Maria da Penha. "Desde sua criação a Patrulha Maria da Penha vem realizando um excelente trabalho em favor das nossas mulheres. Com policiais capacitados, o atendimento às vítimas de violência tem sido rápido e eficaz. Diante do cenário que estamos vivendo, esse trabalho não pode parar e deve ser considerado serviço essencial em meio à Pandemia, assim como os demais mecanismos de combate à violência contra mulher", destacou Cristiane Lopes.

A recomendação de que os serviços de combate à violência contra mulher sejam considerados essenciais também é a Organização das Nações Unidas (ONU), que através da ONU Mulheres divulgou o relatório "A sombra da pandemia: violência contra mulheres e meninas e Covid-19" que indica que em alguns países o número de mulheres que ligam solicitando apoio para casos de violência contra pode dobrar, como já vem acontecendo em várias cidades do Brasil.

Portanto, Cristiane Lopes, enquanto prefeita, pretende catalisar e promover iniciativas criativas que podem fornecer mais ferramentas para o combate de um problema crônico mundial que acontece na maioria dos lares, a violência contra a mulher. Em Porto Velho se pretende combater incansavelmente através de Políticas Públicas a violência contra as mulheres.

Para um melhor planejamento das iniciativas voltadas à prevenção, redução e eliminação da violência contra as mulheres, serão adotadas estratégias que devem ser focadas em diferentes casos de agressão, bem como melhorar a sistematização, o monitoramento e a avaliação das iniciativas existentes.  

Fonte - Assessoria

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.