Livre

Hildon Chaves inicia processo para aquisição de máquina para asfaltar ruas de Porto Velho

O equipamento que era utilizado pela prefeitura foi retirado da rua Pau Ferro pelo DER
Sabado, 10 de Outubro de 2020 - 18:39

Durante entrevista ao programa Informa na Hora, apresentado pelo comunicador Fábio Camilo, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), disse que já deu o start para a compra de uma máquina pavimentadora para substituir a que foi retirada na última semana pelo governo da rua Pau Ferro, na zona sul da capital. Ele explicou que o processo de aquisição deverá demorar no mínimo dois meses, mas assegurou que a população terá o tão sonhado asfalto.

Hildon Chaves, que concorre à reeleição com o número 45, f oi chamado ao programa para falar de sua campanha eleitoral, contudo o apresentador Fábio Camilo explicou que devido aos últimos acontecimentos estava difícil desassociar o prefeito do candidato, principalmente no caso do recolhimento do equipamento que era utilizado para asfaltar as ruas da zona sul.

"Vou comprar a máquina, não importa o resultado da eleição. A população de Porto Velho precisa de asfalto, mas terá que esperar um pouco. A zona sul deixará de receber 30 quilômetros de asfalto nos próximos dias, mas logo esse problema será resolvido com equipamentos próprios da prefeitura", disse Hildon Chaves.

Respondendo às perguntas, Hildon Chaves explicou que a prefeitura tem recursos em caixa para comprar a máquina pavimentadora. Ele lembrou que o município adquiriu com dinheiro de seu próprio orçamento 146 ônibus novos para o transporte escolar. Os veíc ulos foram pagos à vista, um investimento de R$ 36 milhões. "Dessa forma vamos resolver o problema da máquina da discórdia", especificou.

Os entrevistadores Fábio Camilo e Antônio Carlos perguntaram como foi possível economizar o suficiente para adquirir esses ônibus. "Com austeridade, economizando, combatendo a corrupção e os desvios de recursos. Quando se age de forma correta é possível trabalhar mais", esclareceu Hildon Chaves.

Depois disso Hildon Chaves esclareceu o episódio ocorrido no início de sua administração envolvendo o cancelamento do chamado coffee break, os lanches servidos em solenidades. "Eu recebi o então governador Confúcio Moura servindo café com bolachas. Se isso aconteceu entre eu e o governador, não havia sentido em servir lanche em solenidades envolvendo secretários. Com o dinheiro que economizo em um ano, compro uma máq uina", esclareceu.

Hildon Chaves chegou alguns minutos atrasado à entrevista. Ele explicou que o fato ocorreu porque estava no bairro Aeroclube, acompanhando a finalização do asfaltamento de nove quilômetros de ruas. "A população esperou 30, 40 anos pelo asfalto, mas agora o problema foi resolvido. Tenho feito campanha, mas não parei de trabalhar como prefeito", explicou.

Fonte - Assessoria

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.