Livre

Artista plástico brasileiro denuncia plágio

Marcelo Kovalev alerta sobre plágio e apropriação cultural de suas obras; artista cria peças únicas e exclusivas, e recentemente teve cópia de trabalho em rede de loja
Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020 - 10:20

O processo de criação de uma obra pode levar meses de empenho e ter uma peça plagiada pode trazer transtornos a todo artista. O plágio é caracterizado como a cópia parcial, integral ou conceitual de uma obra sem que haja uma citação da sua fonte original ou quando os créditos são usados sem permissão.

Recentemente, o artista plástico contemporâneo, Marcelo Kovalev, que é destaque em mostras como a Artefacto, viu seu trabalho sendo plagiado. O caso mais recente foi em uma rede de lojas de moldura em Maceió, Alagoas, em que sua obra foi impressa sem autorização e revendida.

Kovalev procura sempre trazer para as suas obras um estilo único e exclusivo, não comercializando-as em massa. Além do caso de Maceió que segue na justiça, recentemente ele também tem sido alertado por meio das suas redes sociais sobre o plágio de suas obras e apropriação dos temas usados nelas. “Normalmente as pessoas que acompanham o meu trabalho me marcam nas publicações, com dúvidas se o trabalho é meu. Tenho visto muitas peças do setor decorativo sendo vendidas em toda região nacional”, explica o artista.

Apropriação Cultural

Marcelo Kovalev retrata rostos que expressam a cultura e beleza africana, reflexões sobre racismo foram uma das inspirações do artista para a criação das peças. Kovalev relata que além do plágio, algumas dessas obras têm sofrido apropriação cultural, quando as peças têm sido divulgadas com pessoas de pele branca ao invés de negras.

“Isso é inaceitável. Vai contra todo o meu conceito, pintar uma pessoa branca de preto para alcançar tal estética é no mínimo desrespeitoso com um povo, inadequado e insensível. A minha intenção é justamente dar valor ao tom real da pele. Essas peças com pessoas brancas pintadas de preto tomam o espaço de um povo que venho trabalhando muito por essa valorização nas minhas obras”, acrescenta Kovalev.

Ele ainda ressalta sobre a importância de trazer a essência do seu trabalho aos apreciadores. “O meu trabalho vai além da estética, cada obra quer dizer e representar um significado, não é apenas algo que possa ficar bonito e combinar com o seu sofá na sala. Ter essa sensibilidade faz muita diferença entre algo meramente decorativo”, finaliza Kovalev.

Sobre o artista

Marcelo Kovalev assina seu trabalho há pouco menos de dois anos e tem conseguido ganhar destaque no mercado da arte. Ele procura desenvolver técnicas próprias para a produção de suas obras, como a intervenção digital.

Atualmente, mostras de design e arquitetura de luxo são compostas com peças de Kovalev. Obras das séries “Royal Soul” e “Inoffensive” compõem os ambientes sofisticados, apresentados ao público pela rede de artigos de casa e decoração. No Brasil, as obras podem ser encontradas na Artefacto de João Pessoa (PB), São Paulo (SP), Curitiba, (PR) e Balneário Camboriú (SC).

Fonte - Assessoria

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.