Livre

SEMUSA - Médicos e enfermeiros participam de capacitação sobre planejamento reprodutivo

O objetivo foi atualizar o fluxo para a retomada do atendimento das mulheres, suspenso em razão da pandemia
Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020 - 09:45

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) promoveu, entre os dias 16 e 21 de setembro, uma ação de educação continuada para médicos e enfermeiros que atuam com planejamento reprodutivo nas unidades de saúde do município. A capacitação foi realizada pela coordenação de Saúde da Mulher do Departamento de Atenção Básica em parceria com o Departamento de Média e Alta Complexidade da Semusa.

Por causa da pandemia causada pelo coronavírus (Covid-19) a capacitação foi executada de modo virtual, através de videoconferências realizadas nos turnos da manhã e tarde e envolveu as unidades de saúde da zona urbana e rural. O objetivo é fortalecer e aprimorar as práticas de manejo aos métodos contraceptivos, disponibilizados gratuitamente para todas as mulheres em idade fértil.

De acordo com a coordenadora do programa de Saúde da Mulher da Semusa, Cristilane de Souza Delgado, a pandemia levou a suspensão de alguns serviços, entre eles a inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU), um pequeno objeto inserido no útero para atuar como contraceptivo, método para evitar gravidez. No entanto, o planejamento reprodutivo e familiar com a distribuição dos métodos de contracepção oral e injetável continuou sendo realizado normalmente.

As unidades básicas de saúde atendem as mulheres e adolescentes no planejamento reprodutivo e, uma vez que essa usuária demonstra interesse em inserir o DIU, é encaminhada via regulação para o Centro de Referência em Saúde da Mulher, que retomou os atendimentos em agosto.

Por esta razão houve a necessidade de uma reorganização do fluxo de atendimento para garantir a segurança das pacientes, além de capacitação de médicos e enfermeiros, profissionais que lidam diretamente com este serviço.

O planejamento reprodutivo é um importante recurso para a saúde de mulheres, homens e crianças. Contribui para uma prática sexual mais saudável, possibilita o espaçamento dos nascimentos e a recuperação do organismo da mulher após o parto, melhorando as condições que ela tem para cuidar dos filhos e para realizar outras atividades.

Nas unidades de saúde, as mulheres são acompanhadas em todas as fases da vida, entre os cuidados estão a assistência à saúde sexual, à saúde reprodutiva, ao planejamento familiar, ao pré-natal, ao pós-parto, à saúde da criança e à saúde da mulher e do homem.

Fonte - 010 - Comdecom

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.