Terça-Feira, 15 de Setembro de 2020 - 16:12 (Geral)

L
LIVRE

Amigas de 18 e 19 anos morrem após queda de cachoeira em SC

Segundo os socorristas, o lugar onde as jovens estavam é proibido para visitação, mas visitantes acabam indo até o local atraídos pela paisagem.


Imprimir página

Duas amigas morrem após caírem de cachoeira de 30 metros em Santa Catarina. Socorristas afirmam que lugar onde as jovens estavam é proibido para visitação. Nas redes, as vítimas publicaram imagens antes do acidente fatal

A Polícia Civil de Santa Catarina investiga as circunstâncias das mortes de duas amigas de 18 e 19 anos que caíram de uma cachoeira de 30 metros de altura no domingo (13).

O corpo de Bruna Vellasquez foi sepultado na tarde de segunda-feira (14). O sepultamento de Monique Medeiros ocorreu na manhã desta terça-feira (15) em Lages, na Serra catarinense.

Segundo os bombeiros, uma das meninas teria escorregado e a outra, ao tentar ajudar, acabou caindo também. Não foi detalhado qual delas teria caído primeiro.

O capitão Jacques Henrique Martins disse que as mulheres “estavam na beirada da cachoeira” quando uma das jovens escorregou e a outra tentou ajudá-la, mas acabou se desequilibrando e caindo junto com a amiga.

Segundo o capitão, ao chegarem no local os médicos constataram a morte de Bruna Vellasquez. Já Monique Medeiros ainda tinha sinais vitais quando foi retirada da cachoeira com uma maca com apoio de um helicóptero, que pousou em uma área próxima para fazer os primeiros socorros. Apesar do atendimento, ela morreu antes de chegar à unidade de saúde.

Devido ao difícil acesso ao local, o resgate foi feito de helicóptero pelo Serviço Móvel de Urgência junto com a polícia. O capitão Jacques disse que Monique teve traumatismo crânio-encefálico. “Não seria possível fazer o resgate de forma rápida sem o helicóptero. Infelizmente, ela veio a óbito. Não deu para salvar.”

O capitão ainda explicou que a área onde as vítimas estavam era de difícil acesso, sendo possível o acesso somente através de uma trilha. “A parte que elas [as vítimas] estavam ali era bem difícil porque ela não tem um acesso. O acesso ali se dá por trilhas. E devido a dificuldade de chegar no corpo, como não tinha por onde chegar mesmo, elas caíram ali em um lugar que não tinha acesso, então, por isso, foi fundamental o uso do helicóptero.”

Segundo os socorristas, o lugar onde as jovens estavam é proibido para visitação, mas visitantes acabam indo até o local atraídos pela paisagem.

Nas redes sociais, ambas as vítimas compartilharam uma foto ontem dentro de um carro na estrada, possivelmente a caminho da cachoeira.

Fonte: pragmatismopolitico.com.br

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias