Quinta-Feira, 10 de Setembro de 2020 - 10:05 (Polícia)

10
Não recomendado para menores de 10 anos

PM fecha mais uma boca de fumo em Ji-Paraná e leva 05 pessoas para a UNISP

O suspeito, identificado como Railton P. C., que está em Liberdade Condicional, admitiu ser usuário de drogas e que comprou o entorpecente em um local conhecido como “A Boca da Tia”


Imprimir página

Durante um patrulhamento de rotina pelo bairro Primavera, na tarde desta quarta-feira, dia 09, uma Guarnição de Rádio Patrulha realizava patrulhamento de rotina, quando, ao passar na Rua Barbacena, avistou um indivíduo em atitude suspeita. Ao se aproximar para realizar a abordagem, o suspeito correu e entrou em uma residência. Em seguida, ele foi para o banheiro e fingiu que estava tomando banho. Neste momento, ele tentou se desfazer de suas vestes, jogando-as pela janela, mas um PM acabou flagrando a ação e ao olhar o bolso do short, localizou uma porção de Crack e um simulacro de arma de fogo.

O suspeito, identificado como Railton P. C., que está em Liberdade Condicional, admitiu ser usuário de drogas e que comprou o entorpecente em um local conhecido como “A Boca da Tia”, localizada na Rua T-13, no bairro Val Paraíso. Em seguida, levou os policiais até ao local.

Logo na entrada, os PM’s já abordaram três usuários de drogas saindo do local com drogas e ao entrar na casa, avistaram a proprietária, identificada como Gidalva Gonçalves da Silva, de 56 anos, correndo para os fundos, tentando se livrar de um pote plástico.

Prontamente, a suspeita foi abordada e dentro do pote, os policiais encontraram quase 50 parangas de Crack. Ao fazer uma busca minuciosa pelo interior do imóvel, os policiais localizaram duas espingardas, possivelmente adaptadas para receber o calibre 22, dinheiro, dezenas de produtos de procedência duvidosa e utensílios usado para preparar a droga.

Diante da situação, Gidalva ou “Tia”, como é chamada entre os usuários de drogas, recebeu voz de prisão e foi encaminhada até a UNISP, juntamente com os materiais ilícitos. Após ser ouvida pelo delegado plantonista, Dr. Júlio César Rios, Gidalva foi flagranteada e responderá pelo crime de Tráfico de Drogas recolhida no Presídio.

Fonte: 010 - comando190

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias