Terça-Feira, 01 de Setembro de 2020 - 11:29 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

Exército brasileiro defende meio ambiente – Por Moisés Selva Santiago

Crimes ambientais e proteção da Amazônia são discutidos em evento.


Imprimir página

No auditório do IFRO em Porto Velho, está sendo realizado neste dia 1 e 2 de setembro o Simpósio de Meio Ambiente, promovido pela Diretoria de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente (DPIMA) do Exército Brasileiro, com o objetivo de discutir crimes ambientais e a proteção do meio ambiente, destacadamente pelas ações efetuadas por essa força armada na região amazônica. O general de brigada Luciano Batista de Lima, comandante da 17ª Brigada de Infantaria de Selva "Brigada Príncipe da Beira" deu as boas-vindas ao general de brigada Paulo Alípio Branco Valença, diretor da DPIMA, que iniciou a série de palestras abordando o tema e sua importância para o Brasil e o mundo.

"Este é mais um encontro de educadores ambientais que reforça a Operação Verde Brasil, aqui na área da 17ª Brigada de Infantaria de Selva. A DIPMA, sediada em Brasília, dá suporte às operações do Exército por meio de seus múltiplos especialistas, muitos deles pós-graduados, contribuindo com a sociedade por meio das experiências adquiridas de melhoria contínua do meio ambiente. O Exército diz sempre que o meio ambiente está nas cores de nossa farda, porque nós temos que nos adaptar ao bioma, pois ele é nosso ambiente de trabalho", informou o general Valença, que continuou: "o Exército Brasileiro tem alcançado melhorias contínuas na preservação do meio ambiente, por meio das ações de vigilância, de recuperação de áreas, por nossa legislação própria aliada à legislação federal, com eficácia reconhecida, além de investirmos continuamente na capacitação de nossos quadros, desde o soldado até os chefes militares."

O evento reúne representantes de diversos órgãos, como o coronel BM Gilvander Gregório de Lima (comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Rondônia), Polícia Militar, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Aérea, Marinha do Brasil, SIPAM, Tribunal de Contas, IBAMA, Procuradoria da República, ICMBio, além de secretarias estaduais, entre outros aliados no mesmo interesse de defesa do meio ambiente. "A ação conjunta desses órgãos tem feito com que nosso meio ambiente seja cada vez mais preservado", destacou o general Lima, lembrando que no próximo dia 5 de setembro é comemorado o Dia da Amazônia, a maior reserva natural do planeta.

Presente desde o século XVI, o Exército Brasileiro atua em cinquenta e oito localidades na Amazônia, com mais de cem organizações militares. No Exército, o patrimônio imobiliário está na mesma diretoria do meio ambiente, pois nós entendemos que não há como fazer gestão do patrimônio imobiliário sem a respectiva gestão do meio ambiente.

Os subtemas abordados são: Crimes ambientais transfronteiriços que envolvem o Brasil; o valor da Amazônia: o bioma amazônico e serviços ecossistêmicos; Operação Verde Brasil e outras ações do Exército Brasileiro na seara ambiental; manejo e gestão de incêndios florestais; crimes ambientais na Região Amazônica; possibilidade de gestão, gerenciamento e sustentabilidade na Amazônia; contextualização de recursos naturais amazônicos com justificativas econômicas de bons usos; e degradação ambiental e práticas de remediação ambiental. 

Fonte: Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias