Quarta-Feira, 26 de Agosto de 2020 - 16:06 (Geral)

L
LIVRE

TRAFEGABILIDADE Rodovia Expresso Porto na capital tem 1000 metros de pavimentação asfáltica concluída

Além do trecho inicial que engloba os hospitais Santa Marcelina e o hospital do Amor da Amazônia, a via liga a BR-364 até o Porto Graneleiro, totalizando 18 quilômetros de extensão.


Imprimir página

Buscando fomentar a economia e melhorar a infraestrutura com qualidade na trafegabilidade, o Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), avança na execução de uma obra de grande importância econômica e social para a capital do Estado, a recuperação e pavimentação asfáltica da rodovia Expresso Porto de Porto Velho (RO-005).

Além do trecho inicial que engloba os hospitais Santa Marcelina e o hospital do Amor da Amazônia, a via liga a BR-364 até o Porto Graneleiro, totalizando 18 quilômetros de extensão.

O diretor-geral do DER, Elias Rezende, visitou o andamento dos trabalhos executados pela Usina de Asfalto e da 13ª Residência Regional do DER em Porto Velho. “Por determinação do governador, coronel Marcos Rocha, esta é uma obra prioritária durante o verão amazônico. Inicialmente, serão cinco quilômetros asfaltados; nessa terça-feira (25), finalizamos os primeiros mil metros de asfalto. Os trabalhos estão sendo realizados por meio de execução direta, com homens e máquinas do DER, gerando economia e agilidade nas ações. Contamos também com a colaboração das empresas Bertoline e Amaggi, que nos disponibilizaram alguns materiais e equipamentos para intensificar os trabalhos”, destaca o gestor da pasta.

Nas próximas semanas, os serviços seguem com intensidade para a pavimentação asfáltica de mais quatro quilômetros da estrada. Segundo a Coordenadoria de Operações e Fiscalização do DER, o restante da rodovia 005 receberá os trabalhos de patrolamento, drenagem, limpeza e encascalhamento para que, durante o período de chuvas, os usuários não sofram com atoleiros e lamaçais.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias