Terça-Feira, 25 de Agosto de 2020 - 16:37 (Política)

L
LIVRE

Impulsionamento da economia criativa é proposta pelo vereador Waldemar neto através de projeto de lei

Posteriormente, com o apoio da Organização das Nações Unidas – ONU, se espalhou pelo mundo e atualmente é uma das áreas mais rentáveis.


Imprimir página

O Vereador Waldemar Neto protocolou dia 18, deste mês, junto a Câmara Municipal de Porto Velho o Projeto de Lei de incentivo a Economia Criativa, contendo suas definições, princípios e objetivos.

Com origem na década de 90, a economia criativa passou a ser adicionada no âmbito político e na macroeconomia diversos setores capazes de gerar renda. Tais setores tinham como base o capital intelectual e a criatividade para impulsionar o desenvolvimento local, regional e até nacional.

A Economia Criativa engloba todos os setores que tem como processo principal o ato criativo gerador de um produto, bem ou serviço, cuja dimensão simbólica é determinante para o seu valor, resultando em um produto de riqueza cultural, econômica e social.

Waldemar Neto, pensando em diversos setores do município que trabalham com a Economia Criativa, a exemplo dos artesãos, culturas indígenas, artes visuais, artes digitais, dentre outros, redigiu o Projeto de Lei com intuito de beneficia-los, uma vez que prevê parcerias com entidades públicas e privadas, ofertar linhas de crédito e de financiamento para a produção e comercialização em condições adequadas de taxas de juros e prazos de pagamento, entre outras medidas que visam contribuir para o setor produtivo. Qualquer empresa e/ou autônomo que se enquadra em uma das áreas descritas no projeto e gera renda e empregos na sociedade, faz parte da economia criativa.

"A capital portovelhense, é repleta de pessoas que trabalham e utilizam o setor produtivo para sobreviver, em muitos casos é passado por diversas gerações, nós, do Legislativo Municipal, necessitamos dar o suporte e formalizar seus direitos, nos espelhando em locais que deram certo”, diz o Vereador Waldemar.

Fonte: Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias