Quinta-Feira, 20 de Agosto de 2020 - 16:50 (Política)

L
LIVRE

Audiência pública debate prorrogação de prazo para adequação de espaço físico de instituições religiosas

Após debates, Cristiane Lopes fez encaminhamentos para resolver esse problema


Imprimir página

Por solicitação da vereadora Cristiane Lopes (PP), a Câmara Municipal realizou, de forma remota, audiência Pública na última quarta-feira (19), para debater sobre as regularizações das instituições religiosas e a certificação do Corpo de Bombeiros, devido a Lei Estadual  nº 4.791 que estabelece o prazo de 180 dias para que igrejas e templos religiosos adequem seus espaços físicos, com documentação, taxas e certificação, para atender as pessoas com segurança.

Durante fala, o Major Bombeiro José Constantino descreveu como é a atuação e fiscalização do Corpo de Bombeiros. Segundo o Major, as fiscalizações são necessárias para garantir a segurança das pessoas, e verificar se todas os protocolos exigidos estão sendo cumpridos à risca. 

Os pastores fizeram vários questionamentos, especialmente sobre as exigências impostas pelo Decreto Estadual, e que é preciso de um consenso para que as instituições possam se adequar dentro da capacidade de cada uma. 

Segundo o presidente do Conselho de Ministros e Pastores de Porto Velho (Comep), pastor Val Alves, esse prazo estabelecido para ser cumprido, em pleno período de pandemia não é suficiente. "Temos certeza de que 180 dias não são suficientes para as mudanças propostas.  Todas as igrejas e templos religiosos já estavam cientes, e se preparando para atender as exigências estabelecidas pelo Governo de Rondônia, mas, devido a pandemia, tudo foi paralisado. Precisamos de mais prazo para fazer um serviço bem feito, e garantir a segurança e o bem estar de quem frequenta esses locais", frisou.

O Secretário Edemir Brasil, afirmou que a Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (Semur) já está desenvolvendo um projeto que deve alcançar todas as instituições do segmento com a regularização das áreas utilizadas, inclusive nas zonas rurais.

Após ouvir todos os lados, e o posicionamento de cada entidade religiosa, a vereadora Cristiane Lopes anunciou que já havia enviado ao Poder Executivo ofício solicitando a prorrogação deste prazo, mas não obteve resposta.

A parlamentar propôs, como encaminhamentos da audiência pública,  o retorno das reuniões, de forma remota, para debater esse tema e outros que aguardam apoio da Câmara Municipal, debater o Plano Diretor do município junto com Semur, para saber quais alterações foram feitas, e quais são necessárias para atender esse público de forma efetiva, além de reiterar ofício ao Governo de Rondônia pedindo, novamente, a dilação deste prazo para as obras..  

Homenagem

Durante a audiência pública, a bancada evangélica da Câmara Municipal, prestou homenagem ao pastor e vereador Edesio Fernandes, falecido em junho.  A placa de homenagem foi entregue ao pastor da Igreja Universal Reino de Deus, Vanderlei Silva. O vereador Edesio era membro efetivo da Igreja Universal.

Participaram da audiência, o presidente da Câmara de Vereadores Edwilson Negreiros (PSB), a vereadora Joelna Holder(integrante da Bancada Evangélica), pastores de várias igrejas de Porto Velho, engenheiros, e membros de igrejas. 

”Nós estamos fazendo algo que sonhamos há muito tempo: a entrega de viaturas adequadas e equipadas.É nossa obrigação agir com respeito à população. Essas viaturas estarão combatendo à criminalidade, atuando de forma a proteger nossa sociedade da melhor forma possível ”, finaliza o governador.

Fonte: 010 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias