Quinta-Feira, 20 de Agosto de 2020 - 11:23 (Cidades)

L
LIVRE

Trabalho de reabilitação de dependentes químicos em Jaru é reforçado com aquisição de veículo

O recurso no valor de R$ 60 mil foi adquirido por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Edson Martins, após apresentação do projeto elaborado pela Sepog, e garantido pela SEAS.


Imprimir página

A Associação Resgate e Vida, comunidade terapêutica que atua na prevenção e reabilitação de dependentes químicos do município de Jaru, recebeu, na última semana, um veículo modelo Pick Up viabilizado pela Secretaria Executiva Regional de Jaru (SERIII), órgão coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) e representante do Governo do Estado na região.

O secretário regional, Anderson Dias, explicou que a secretaria recebeu a demanda e logo foi dado início ao processo de aquisição, com a equipe prestando toda consultoria para a concretização do projeto, passando pelos ajustes da documentação da associação e seu enquadramento para inserção ao sistema utilizado para o credenciamento das Organizações da Sociedade Civil (OSC) interessadas em realizar parcerias com o Governo do Estado, até a elaboração do Projeto Básico, Plano de Trabalho e todos os ajustes para o enquadramento nos parâmetros da Secretaria de Estado de Assistência e Desenvolvimento Social (Seas).

O recurso no valor de R$ 60 mil foi adquirido por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Edson Martins, após apresentação do projeto elaborado pela Sepog, e garantido pela SEAS. Somando forças à iniciativa também estão o Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) e prefeitura de Jaru.

Segundo o secretário da Sepog, Pedro Pimentel, auxiliar o terceiro setor na viabilização das suas principais demandas é um dos focos das Secretarias Regionais do Governo do Estado. “Algumas vezes, a entidade não está com a documentação regular, não dispõe de uma estrutura de pessoal em números suficiente e conhecimento técnico para elaboração de projetos e captação de recursos. Nessas situações, as Secretarias têm um papel fundamental, pois a burocracia é um dos principais empecilhos para que as associações concretizem seus trabalhos”, explicou o secretário.

O secretário regional, Anderson Dias acredita que, com a aquisição do veículo, as ações que promovem recuperação e reintegração social de dependentes químicos terão mais apoio, possibilitando minimizar o impacto das drogas, promover a prevenção ao uso abusivo de substâncias psicoativas e auxiliando as famílias dos dependes químicos da região.

RESGATE E VIDAS

A Associação Resgate e Vidas tem atendido dependentes químicos que querem ser ajudados em situação de rua desde 2011. Atualmente, residem na associação 12 dependentes de álcool ou drogas e um que não possui família na cidade e foi encaminhado à associação pelo juiz do fórum municipal por ser menor de idade, totalizando 13 moradores.

O secretário regional explicou que aproximadamente 15 moradores estão espalhados pela cidade, sem moradia física e que não querem ir para nenhuma casa de apoio.

Fonte: 010 - SECOM - GOV/RO

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias