Terça-Feira, 11 de Agosto de 2020 - 17:44 (Política)

L
LIVRE

Deputado Jair Montes pede ajuda para as pessoas que trabalham com transporte escolar

Parlamentar propõe reunião com empresários, Arom, MPE, TCE, Governo e Assembleia Legislativa


Imprimir página

O deputado Jair Montes (Avante), na sessão ordinária desta terça-feira (11), afirmou que funcionários e donos de empresas que transportam estudantes enfrentam um clima de muita instabilidade, devido à pandemia do coronavírus. Ele disse ser necessário realizar uma reunião com os proprietários de empresas de transporte escolar, juntamente com a presidente da Associação Rondoniense dos Municípios (Aron), prefeita Lebrinha (MDB), de São Francisco do Guaporé.

De acordo com Jair Montes, também é necessário chamar o Governo, o Ministério Público do Estado, os prefeitos e o Tribunal de Contas do Estado, com a Assembleia Legislativa intermediando a questão. “Não se sabe como será o futuro. Não sabemos quando as aulas serão retomadas e esse pessoal não pode ficar sem trabalhar”, adiantou.

O parlamentar lembrou que a quarentena decretada devido ao covid-19 afetou muitas profissões, e muita gente não sabe o que fazer. “Alguns dizem que as aulas recomeçam em setembro, mas na verdade não se tem uma certeza, porque não existe vacina. E se o número de casos aumentar?”, considerou.

Jair Montes assegurou que fará o possível para que as empresas de transporte de estudantes não quebrem de vez. “Ou se adianta alguma coisa e as empresas vão ressarcir depois, ou não há o que fazer. Sei que também tem o empresário em dificuldade, o cidadão que perdeu o emprego. É um novo momento no Brasil e no mundo. Já aconteceram muitas crises, mas não como essa”, afirmou.

Ele parabenizou o governador Marcos Rocha (PSL) e os secretários que dignificam o governo. “Mas tem secretário dizendo que está entregando coisas, mas na verdade não está entregando nada. Quem entrega é o Governo e se o secretário está no cargo porque o governador nomeou”, finalizou Jair Montes.

 

Nilton Salina-ALE/RO
Foto: Marcos Figueira-ALE/RO

Fonte: Decom/ale-ro

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias