Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 - 17:49 (Geral)

L
LIVRE

SAÚDE: Semusa celebra Dia Nacional da Vigilância Sanitária, comemorado neste 5 de agosto

O trabalho da vigilância sanitária se tornou ainda mais evidente durante a pandemia do novo coronavírus


Imprimir página

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) celebra nesta quarta-feira (5) o Dia Nacional da Vigilância Sanitária, instituído pela Lei nº 13.098, de 27/1/2015. A data busca conscientizar a população sobre o valor da saúde e foi escolhida como forma de homenagem ao nascimento do médico sanitarista Oswaldo Cruz, respeitável nome na história da vigilância sanitária brasileira.

Em Porto Velho, a Divisão de Vigilância Sanitária (Dvisa) é um dos braços forte do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) da Semusa. Sua principal missão e a de resguardar a saúde do cidadão. Para isso, são executadas diariamente um conjunto de ações capaz de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde.

O trabalho da vigilância sanitária se tornou ainda mais evidente durante a pandemia do novo coronavírus. Em Porto Velho, a Dvisa vem executando atividades em diferente frentes de trabalho, entre elas atender as denúncias de situações contra os decretos vigentes; realizar procedimento de aprovação de licenciamento sanitário de estabelecimentos essenciais; inspeções e fiscalizações sanitárias no setor regulado a fim de verificar se existem profissionais sintomáticos para a Covid-19 e afastá-lo das funções laborais; fiscalização e orientação nas empresas de ônibus com salas na rodoviária, quanto ao cumprimento dos decretos vigentes relacionados ao transporte de passageiros em viagens intermunicipais; implantação de barreiras sanitárias na BR-364 e BR-319 para fiscalizar e orientar passageiros e tripulantes de veículos em trânsito sentido ao município de Porto Velho; realizar triagem, aferição de temperatura corporal e orientação aos passageiros e tripulantes que desembarcam na rodoviária e aos passageiros e tripulantes de veículos em trânsito na BR; dentre outras atividades.

Aílton Furtado, fiscal municipal de vigilância sanitária desde 2011, atualmente é o responsável pelo trabalho de fiscalização realizado pela Dvisa. Para ele, os principais desafios na execução das atividades "é conseguir conscientizar os empresários quanto ao cumprimento dos requisitos de higiene e boas práticas, bem como, fazer com que a população busque produtos e serviços licenciados pela vigilância sanitária", explica.

Segundo Aílton, a pandemia alterou sua rotina de trabalho, principalmente com os cuidados pessoais. "Aumentamos os cuidados a serem observados em relação a não contaminação por doenças no meio ambiente em que circulamos (população de um modo geral) e cuidados com o consumo de produtos e serviços em relação a Covid-19 e outras doenças".

Desde 2011 Walmir Ferreira é servidor da Vigilância Sanitária, estando hoje como gerente de Divisão de Licenciamento e Risco Sanitário. Para ele, são muitos os desafios diários vivenciados durante as ações do cargo em que ocupa. Os maiores estão sendo vividos agora, durante a pandemia.

"Em tempo de pandemia, precisamos estar atentos para minimizar os riscos de disseminação do coronavírus e também a intoxicação de alimentos nos estabelecimentos de interesse a saúde. A pandemia mudou não somente a nossa rotina de trabalho, mas também minha vida pessoal. Temos certeza que estamos no caminho certo, cuidando das pessoas", destaca Walmir.

Para a secretária titular da Semusa, Eliana Pasini, a data é especialmente importante, principalmente neste período de pandemia. "As medidas de controle sanitário são muito importantes para a manutenção da saúde da população. São a base da prevenção e controle das doenças. Durante a pandemia o valor da vigilância sanitária ficou ainda mais evidente, percebemos a importância da prevenção, dos estudos epidemiológicos e sanitários que podem salvar a vida das pessoas".

Régia Pacheco, técnica da Vigilância em Saúde que esteve como diretora do DVS até final de julho, aproveitou a data para destacar o trabalho de todos os profissionais do departamento, "principalmente os nossos vigilantes sanitários pela garra, empenho e responsabilidade pela qual estão atuando durante esta crise sanitária. A vigilância em saúde é um dos braços fortes da Semusa na missão de resguardar a saúde de todos os portovelhenses".

Fonte: Assessoria

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias