Quarta-Feira, 05 de Agosto de 2020 - 15:19 (Cidades)

L
LIVRE

Abrigo da Mulher vai reabrir após três anos fechado: Semas deve concluir reforma e adequação ainda este mês

Prefeitura de Vilhena investiu na recuperação do espaço desde o ano passado, que será o segundo em funcionamento no interior do Estado


Imprimir página

O Abrigo da Mulher, sob responsabilidade da Prefeitura de Vilhena, vai reabrir após mais de três anos desativado. Desde 2019 o local passa por reforma, limpeza e adequações, que devem ser concluídas este mês. O local que é gerenciado pelo CAM (Centro de Atendimento à Mulher), da Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social) e garante um lar temporário, seguro e sigiloso para as mulheres vítimas de violência na cidade. 

De acordo com Eline Bispo, coordenadora do CAM, o abrigo pode ser utilizado pelas mulheres como espaço de proteção quando esta não se sente segura onde vive ou vivencia situação de risco. "Quando uma mulher vai para o abrigo, ela passa pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, a Deam. Ela nos comunica e encaminha a vítima com uma medida protetiva. Então, nós acolhemos e protegemos essa mulher. No local, temos uma equipe multiprofissional que a acompanha todo o tempo", destaca.

Por segurança, o Abrigo da Mulher não é identificado pelos órgãos de assistência social da Prefeitura e não tem seu endereço divulgado. Assegurado por lei, o abrigo dá uma residência improvisada para a mulher e seus filhos enquanto for necessário para afastá-la das ameaças.

O abrigo conta com uma equipe composta por assistente social, psicóloga e monitora. A reabertura fará da unidade de Vilhena a segunda no interior de Rondônia, visto que há apenas outros dois em funcionamento no Estado: um em Cacoal e outro na capital.

REFORMAS – Com investimento de cerca de R$ 10 mil na compra de mobília pela Semas, o local também foi totalmente limpo, teve a energia reativada, bem como vidros e portas trocados. Através de doações de voluntários, o abrigo recebeu também máquina de lavar roupas, colchões, panelas, ventiladores, camas e roupas de cama. A reabertura está prevista para este mês.

Fonte: 010 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias