Livre

Colaboradores

Empresa Freitas Transportes abandona uma frota inteira de veculos da empresa trs marias

Marcelo no pagou um nico real e a justia precisou bloquear alguns milhares de reais de seus pagamentos efetuados pela prefeitura de Porto Velho.
04/08/2020

São aproximadamente 70 ônibus da antiga empresa TRÊS MARIAS, que foram cedidas com autorização da justiça, ao empresário MARCELO ALVES CAVALCANTE operar o transporte escolar rural em Porto Velho. Ele destruiu o sistema, depredou os veículos e por fim, abandou todos nas beiras de estrada.


Ônibus abandonado em linha no Distrito de Nova California

Durante toda a vigência do CONTRATO Nº 034/PGM/2018 – PROCESSO Nº 09.00157-00/2018 até a prisão do empresário pela Policia Federal em setembro de 2019, os serviços foram prestados de forma precária, paralisados em diversas oportunidades e os alunos foram colocados em risco pelas condições dos ônibus. Ônibus esses que foram liberados pela justiça de Rondônia, da frota da antiga empresa Três Marias que são objetos do processo de recuperação judicial da mesma, que ainda deve milhões de reais em indenizações trabalhistas a centenas de seus ex colaboradores.

O empresário MARCELO ALVES CAVALCANTE, que montou uma empresa de fachada (FREITAS TRANSPORTES) e ainda contou com a "parceria" de um ex diretor da própria empresa Três Marias, conseguiu convencer a justiça de Rondônia a liberar inicialmente, apenas 15 veículos para operar um dos lotes que conseguiu ganhar do contrato emergencial. Mas Marcelo e seu "novo parceiro da Três Marias", foi ardilosamente tirando os concorrentes de circulação, inviabilizando suas participações com propostas absurdas que não conseguiria cumprir, mas contava com a conivência de "forças ocultas" dentro da SEMED. E Marcelo conseguiu muito mais...

Ele conseguiu liberar praticamente toda a frota da Três Marias sob promessa de pagar aluguel de de R$1.000,00 (mil reais) por mês para cada veículo e que esse valor seria depositado em conta judicial para pagar as indenizações trabalhistas das centenas de ex funcionários que até hoje não receberam absolutamente nada. Marcelo não pagou um único real e a justiça precisou bloquear alguns milhares de reais de seus pagamentos efetuados pela prefeitura de Porto Velho.

A história toda é recheada de episódios repugnantes e de muito roubo de dinheiro público. Prisões, greves de funcionários por falta de pagamento de seus salários, ônibus sucateados e abandonados em beira de estradas por semanas a fio, muitas vezes por causa de um simples pneu furado.

A realidade hoje, depois que a justiça decretou uma intervenção no transporte escolar e nomeou o governo do estado como interventor, muitos outros capítulos foram protagonizados, até roubo de peças e pneus novos comprados pelo governo, foram relatados em um dos relatórios da secretária de Educação do Estado, e a justiça nada fez até o momento.

Hoje, aquele patrimônio que poderia servir para honrar obrigações trabalhistas dos ex funcionários que foram demitidos com a caducidade do contrato da empresa Três Marias em janeiro de 2015, está abandonado em beiras de estradas dos distritos de Porto Velho, como vamos demonstrar em dezenas de imagens a seguir, até uma arvore já nasceu dentro de um dos veículos.

Os veículos estão abandonados nos distritos de Nova California, Extrema, Vista Alegre do Abunã, Vila da Penha, Ramal Aliança, Joana D'ark, e em várias outras linhas na Estrada da Penal.

Comentários

Outras Notícias

NEWS Poltica

NEWS Polcia

Siga-nos:

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.