Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020 - 12:02 (Coronavírus)

L
LIVRE

Brasil terá de repensar estratégia para sair da crise, alerta OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que não haverá solução mágica contra Covid-19 no Brasil e que o país precisará percorrer um “longo caminho” para sair da crise.


Imprimir página

Além disso, a organização sugere que as autoridade repensem suas estratégias se quiserem superar a pandemia.”A situação no Brasil continua sendo de grande preocupação, com muitos estados relatando muitos casos”, disse Mike Ryan, diretor de operações da OMS.

Citando os mais de 60 mil casos diários e mais de mil mortes, ele destaca que a transmissão continua intensa e alerta que “existem poucas rotas” hoje para sair da crise. Para Ryan, a primeira etapa precisa ser a de suprimir transmissão comunitária. “Isso só pode ser feito com uma parceira forte entre governo federal, estadual e comunidade”, defendeu o irlandês nesta segunda-feira (3), numa coletiva de imprensa em Genebra.

Sua avaliação é de que o governo, assim como em outros países, deve criar condições para impedir que o vírus se transmita e estabelecer uma “arquitetura de segurança”, detectar casos e criar uma situação em que a proliferação seja dificultada, principalmente em aglomerações. O especialista admite que isso é fácil de dizer e difícil de implementar.

Ryan, porém, deixa claro que rota para sair da situação será “longa” no Brasil e em outros países que vivem uma intensa transmissão e exigirá um “compromisso sustentável” por parte das lideranças. “Não há uma bala mágica (contra o vírus)”, insistiu.

Para o especialista, chegou o momento de alguns governos “darem um passo para atrás agora” e avaliar se de fato está fazendo tudo o que podem, politicamente, economicamente e em termos de saúde para suprimir o vírus. “Vai precisar apertar o botão de reset”, disse, numa alusão à reinicialização.

Tedros Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, também defendeu uma ação ampla. “Se fizermos tudo, podemos dar a volta. Nunca é tarde demais. Não devemos desistir. Tudo pode ser revertido”, disse, numa mensagem também ao governo brasileiro.

Bala de prata

A Organização Mundial da Saúde ainda alerta que, mesmo que a vacina seja uma esperança, a comunidade internacional não deve esperar que haja uma “bala de prata” contra a pandemia da Covid-19. “A pandemia é uma crise sanitária que ocorre uma vez em cada século e os seus efeitos serão sentidos nas décadas seguintes”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Segundo ele, “muitos países que pensavam que o pior já tinha passado estão agora enfrentando novos surtos, outros que tinham sido menos afetados estão com aumentos de casos e de óbitos, enquanto países que tiveram grandes surtos conseguiram controlá-los”.

Fonte: João Fernandes com Uol / O Estado Online

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias