Segunda-Feira, 03 de Agosto de 2020 - 08:39 (Coronavírus)

L
LIVRE

Prefeitura de Rolim de Moura realiza fiscalização para inibir aglomerações

Ações ocorreram na noite deste sábado e visam a rigidez no combate à Covid-19


Imprimir página

A prefeitura de Rolim de Moura (RO) tem realizado ações de combate à Covid-19, dia e noite. O objetivo é conscientizar a população da importância de se prevenir contra o vírus invisível.

Atendendo a inúmeras denúncias que tem chegado aos órgãos de fiscalização sobre aglomeração de pessoas, na noite de sábado (01) “BLITZ” ocorreram em vários locais do município com a participação da Vigilância Sanitária, Polícia Militar, fiscais tributários, de obras e postura e agentes comunitários de saúde.

Arildo Tonholi, diretor da Vigilância Sanitária do município, explicou que os donos de bares e lanchonetes mais uma vez receberam as informações do que dispõe o decreto municipal sobre a proibição de aglomerar pessoas, que o distanciamento deve ser respeitado. Tonholi disse que teve ambiente que haviam pessoas jogando baralho, muito próxima uma da outra, sem uso de máscara. Ele ressaltou que os fiscais cobram a conscientização de clientes e dos donos dos ambientes. “ Não há intenção de autuação,  pois sabemos que as pessoas precisam trabalhar, mas é necessário que haja compreensão para que as regras sejam cumpridas, pois denúncias chegam a toda hora, e as medidas devem ser tomadas, pois só venceremos a pandemia, se cada um de nós, fazer a nossa parte” afirmou Tonholi.

O comitê de combate ao novo coronavírus em Rolim de Moura tem sido enfático ao pedir para que as pessoas evitem reuniões, aglomerações e quando for necessário sair, que se utilize máscara, álcool gel e que seja respeitado a distância, tudo como ações preventivas.

A vigilância sanitária ainda destacou que essas “BLITZ” serão intensificadas.

Não houve fechamento de comércio nesta noite, porém caso tenha descumprimento das regras do dos decretos do estado e município, os estabelecimentos comerciais poderão ter suas atividades suspensas por até 7 dias ou até cassação do alvará de funcionamento, em caso de reincidência.

Multa para o cidadão que andar sem máscara poderá ser aplicada de uma UPF por cada vez que for pego sem máscara. Valor da UPF 93,45 R$.

Fonte: 010 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias