Livre

Como os times cariocas chegam para o Campeonato Brasileiro?

Flamengo e Fluminense tm aspiraes diferentes no Campeonato Brasileiro.
Quarta-Feira, 29 de Julho de 2020 - 16:21

O futebol do Rio está em uma das suas fases mais desequilibradas na história. O Flamengo é o inegável dono da bola, como campeão brasileiro, da Libertadores e agora do estadual pelo segundo ano seguido. Já Vasco, Botafogo e Fluminense não vivem momentos bons e suas equipes geram desconfiança até nos torcedores mais otimistas.

 

Mas onde os três clubes cariocas podem chegar? E como chega o Flamengo depois de perder o seu comandante, o português Jorge Jesus?

A grande dúvida do Flamengo

O problema de ter um treinador que em um ano ganhou mais títulos do que perdeu jogos é que quando ele sai o rombo é grande. O Flamengo não sofrerá um desmanche, mas o novo treinador terá um imenso desafio: controlar a equipe, deixar sua marca e manter os resultados.

Se você contrata alguém sem muito nome, ele não vai ter um grande ego e querer dar seu estilo a um time vencedor. Mas ele pode ser engolido por turbulências, alguns resultados não tão bons e um elenco que até agora não teve notícias negativas, mas não faltam grandes personalidades e craques no banco. A vitória cura tudo, mas algumas derrotas podem complicar o ambiente.

Já se você contrata um treinador de nome, ele não vai se restringir apenas a não mudar o time que está ganhando. Ele pode ter uma ideia diferente sobre como escalar a equipe, novas formações táticas, padrões de substituições, enfim, seus gostos. Se isso não der certo logo de cara, virão as críticas.

Então o Flamengo precisa ter muito cuidado na sucessão, porque independente de quem for escolhido, a esperança é de briga e conquista do título brasileiro. A equipe continua sensacional e no papel é ainda mais forte que em 2019. E essa é a visão do público também.

Os números alcançados pelo time da Gávea nas casas de apostas são impressionantes. Para quem não conhece tanto e quer saber mais o que são apostas desportivas, as empresas de apostas desportivas calculam as probabilidades de cada time vencer ou até conquistar um campeonato baseados em dois fatores. O primeiro é por estatísticas, analisando escalações, padrões, resultados anteriores. Mas algo muito importante também é considerado: a percepção do público.

Se o público aposta em peso que o Flamengo será campeão, a casa de apostas precisa baixar a odd (representação da probabilidade de algo acontecer) para mais próximo de 1. Porque, se não, caso o Flamengo realmente vença, a casa de apostas pode ter um enorme prejuízo. A intenção com a odd (pode ser traduzida para chance) é que os apostadores apostem nos dois lados da moeda e assim a empresa de jogo ganhe independente de como o evento se desenrolar.

Por isso quem quiser, por exemplo, observar as casas de apostas para ver as odds de cada equipe, seja nos jogos ou até em apostas a longo prazo – quem será campeão – verá o Flamengo em destaque. Tanto os resultados recentes como a percepção do público dão o favoritismo para o Fla.

As dificuldades de Vasco, Botafogo e Fluminense

Nos últimos anos os três times do Rio passaram por sustos e não chegaram nem perto do topo do Campeonato Brasileiro e ter chances de brigar pelo título. O Fluminense, com o apoio da Unimed, teve dois títulos em 2010 e 2012, mas desde lá caiu muito. Vasco e Botafogo não vencem desde os anos 90.

Para este ano é difícil imaginar que nenhum deles tenha que fazer contas para não cair. Os três times passam por dificuldades financeiras, assim como 90% dos clubes brasileiros, mas os elencos também são bastante modestos. O Fluminense, que conseguiu fazer frente ao Flamengo nas finais do Carioca, precisa manter a intensidade mostrada nos Fla-Flus em 38 rodadas do Brasileirão. Difícil imaginar isso.

Vasco e Botafogo não tiveram boas campanhas no Estadual e suas equipes estão longe de empolgar. O Fogão ainda trouxe o japonês Honda e o marfinense Kalou, mas ambos não são os mesmos de seus melhores momentos e serão forçados a ser referências técnicas de uma equipe que até pode ter intensidade, mas não tem muita qualidade.

Como teremos um Campeonato Brasileiro de portões fechados e bastante fora do comum, com crises financeiras ainda para dificultar tudo, é difícil precisar quem briga pelo que. Além do Flamengo, Grêmio, Palmeiras, Atlético-MG (com Jorge Sampaoli), que fizeram os maiores investimentos ou tem bases montadas, é difícil ler o que irá acontecer. Abaixo desse estágio estão São Paulo, Internacional, Santos, Corinthians e Athletico, mas mesmo neste nível podemos ter equipes que brigam lá em cima e outras que podem decepcionar e até surgir na segunda metade da tabela. O mesmo serve para o terceiro escalão, onde estão Botafogo, Vasco e Fluminense, que podem brigar pelas vagas continentais, mas também lutar para não cair.

Só isso já é suficiente para se preocupar. Enquanto isso o Flamengo continua como o time a ser batido em 2020.

Fonte - Instagram

Comentários

News Poltica

News Polcia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.