Sexta-Feira, 24 de Julho de 2020 - 08:54 (Polícia)

L
LIVRE

Polícia Civil do 5°DP prende estelionatário e recupera carga avaliada em quase 80 mil reais na capital

Em relação à mercadoria, disse que pegou em uma dívida de 28 mil reais de um outra pessoa que ele acusa de ter feito a compra virtual e ter dado o golpe.


Imprimir página

A Polícia Civil por meio do 5° DP prendeu na noite de quinta-feira (23), um estelionatário identificado como sendo Renan O. L. de 32 anos, em uma residência localizada na Rua Corumbá, bairro Três Marias, zona leste da capital de Rondônia.

Os policiais civis estavam investigando o suspeito pela prática de estelionato em Porto Velho, onde ele estava fazendo compras na modalidade virtual usando cartões de créditos clonados e tirando a mercadoria no próprio estabelecimento comercial.

Os policiais conseguiram um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, porém era pra ser cumprido nesta sexta-feira (24), mas os civis receberam informações que dois caminhões baús de frente estava na frente da casa e que ele estava levando as mercadorias para um outro local.

Rapidamente os policiais pediram apoio do 8° DP e da Polícia Militar 5° Batalhão comandada pelo Sargento Gusmão onde montaram o cerco e conseguiram capturar Renan. Dentro dos caminhões estavam 98 caixas de porcelanato, mais de 100 telhas de 8mm, 12 latas de massa corrida, vários pacotes de forro PVC, camas, móveis entre outros objetos que foram comprados pelo golpe virtual.

Os policiais foram até a outra casa do suspeito no bairro Liberdade onde foi localizado 7 munições de calibre 380. Ele informou que seria de uma arma que ele tinha que foi roubada. Em relação à mercadoria, disse que pegou em uma dívida de 28 mil reais de um outra pessoa que ele acusa de ter feito a compra virtual e ter dado o golpe.

Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão e foi levado para Central de Polícia pelo  crime de posse ilegal de arma de fogo e todo material apreendido inclusive um carro que ele andava que é locado foi apreendido e apresentado na Unisp leste para que futuramente seja restituído para as lojas que sofreram o golpe. No total foram mais de três lojas que conseguiu enganar sendo que todo material pode está avaliado em mais de 80 mil reais.

Fonte: News Rondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias