Quinta-Feira, 23 de Julho de 2020 - 10:54 (Coronavírus)

L
LIVRE

Pazuello foi avisado de que, sem isolamento, Covid-19 pode durar anos

Segundo a equipe de Pazuello, “todas as pesquisas” levam a crer que o distanciamento é “favorável” até mesmo para o retorno da economia mais rápido.


Imprimir página

O ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, foi alertado por técnicos da pasta em 25/V que, sem medidas de isolamento social, os impactos da Covid-19 serão sentidos por até dois anos, revela matéria do Estadão.

Segundo a equipe de Pazuello, “todas as pesquisas” levam a crer que o distanciamento é “favorável” até mesmo para o retorno da economia mais rápido.

“Sem intervenção, esgotamos UTIs, os picos vão aumentar descontroladamente, levando insegurança à população que vai se recolher mesmo com tudo funcionando, o que geraria um desgaste maior ou igual ao isolamento na economia”, afirmam técnicos da pasta. “Sem isolamento, um tempo muito grande de 1 a 2 anos para controlarmos a situação”, diz a ata de reunião ocorrida no 3º andar do Ministério da Saúde.

Vale lembrar que Jair Bolsonaro tenta, desde o início da pandemia, boicotar as ações de distanciamento social promovidas por estados e municípios. Essa foi, inclusive, uma das principais razões pelas quais o presidente demitiu Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich do Ministério da Saúde.

Sob a gestão (sic) interina de Pazuello, técnicos do ministério deixaram de ressaltar o benefício do distanciamento social. Questionado em 1/VII se o aumento de casos no País tem relação com a flexibilização da quarentena, o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Correia, tergiversou. “Não posso afirmar que este aumento tem relação direta com a decisão do gestor local.”

Fonte: conversaafiada

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias