Terça-Feira, 21 de Julho de 2020 - 10:17 (Internacional)

L
LIVRE

Manifestante nua viraliza após 'performance' em protesto nos EUA

Mulher vestindo apenas máscara e gorro se sentou e deitou no chão durante confrontos em protesto em Portland, no estado do Oregon.


Imprimir página

A cidade de Portland, no estado do Oregon, vivia na madrugada de sábado (18) mais uma noite de protestos que terminaram em confronto com a polícia. No meio da confusão, porém, uma mulher nua vestindo apenas um gorro e uma máscara de proteção contra o novo coronavírus se sentou em frente aos policiais que tentavam conter os manifestantes com balas de pimenta e bombas de gás.

A imagem correu a imprensa dos Estados Unidos e viralizou no país, mas a identidade da mulher não foi revelada. Assim, ela tem sido chamada de "Atena Nua", possivelmente em referência à deusa do conhecimento da mitologia grega.

De acordo com relato do jornal "The Oreganian", a mulher caminhou até o cruzamento onde uma fila de policiais impedia a passagem de manifestantes — alguns deles exaltados. Ela, então, deitou no chão e fez poses de bailarina.

Policiais, então, dispararam balas contendo substância semelhante à usada em spray de pimenta no pé da manifestante. Outra pessoa correu para tentar protegê-la, mas, segundo o jornal americano, a mulher quis continuar na linha de tiro dos policiais.

Dez minutos depois da chegada da ativista nua, os policiais deixaram o local. Ela saiu em seguida — e, segundo relatos, sem dizer uma palavra.

Protestos em Portland

Portland, maior cidade no estado do Oregon, costa oeste dos EUA, tem vivido a continuidade dos protestos que tomaram o país no fim de maio com a morte do ex-segurança negro George Floyd durante ação policial.

No fim de semana, cenas violentas nas noites após protestos pacíficos tomaram Portland. Os confrontos, inclusive, aumentaram o embate entre republicanos e democratas.

De um lado, o secretário de Segurança Nacional dos EUA, Chad Wolf, chama os manifestantes de "anarquistas sem lei". Do outro, a procuradora-geral do Oregon, Ellen Rosenblum, processou o governo americano ao alegar que detenções ilegais de manifestantes é que vêm gerando a onda de revolta no estado.

Fonte: G1

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias