Domingo, 19 de Julho de 2020 - 08:40 (Colaboradores)

L
LIVRE

Os criminosos e as agressões doentias nas redes sociais: nem o papa Francisco escapou das fake news

PERGUNTINHA: A nuvem de gafanhotos, que chega aos de 30 quilômetros de extensão, que pode chegar ao Mato Grosso, na sua opinião pode subir um pouco mais e atacar lavouras do sul de Rondônia ou essa tese é apenas paranoia?


Imprimir página

Há uma clara separação entre o risco de censura à opinião, o que pode ocorrer caso seja aprovada, como está, a nova lei das Fake News, do abuso doentio, cada vez mais agressivo, de publicações de gente ruim, sem caráter, desrespeitosa,  que usa as redes sociais para destilar seu veneno e sua agressividade covarde. Em todo o País, incluindo muitas em Rondônia, além da divulgação de agressões absurdas, Fake News doentias, vitimam personalidades, que vão, apenas como exemplo, do apresentador e empresário Everton Leoni até o deputado Jean Oliveira, internado, mas se recuperando, atacado pelo coronavírus. Opiniões de doentes sociais agridem pessoas que são vítimas desses vagabundos e vagabundas, que, imaginam, poderão continuar praticando impunemente sua covardia. Muitos, aliás, quando confrontados com a Justiça, se borram nas calças, pedem perdão, querem acordos com quem ofenderam, tentando, num esforço típico dos medrosos, tentar diminuir o mal que causaram. O apresentador Everton Leoni, aliás, processou muitos desses psicopatas das redes sociais e recebeu várias indenizações. Na frente do Juiz, essa gente, que destila maldades, ofensas, agressões descabidas, mentiras repetidas, se transforma de lobo em verdadeiras ovelhas. Aliás, característica típica dos covardes. 

No caso do deputado Jean Oliveira, além da maldade de se inventar uma notícia de que ele teria morrido, o caso foi ainda pior. Descerebrados e canalhas, publicaram uma série de comentários agressivos e desairosos, aplaudindo a notícia mentirosa, como se comemorando a morte de um ser humano. Toda essa gente terrível não tem sentimento, não respeita a vida alheia, esquece-se que as pessoas que atacam, têm amigos, têm famílias, todos sofrendo ainda mais com a agressividade desses doentes sociais. Um outro exemplo da pandemia de desrespeito e mau caratismo, que invade o FaceBook e outras redes, atacou até o Papa Francisco. O vereador de Rio Branco, Nei Lima,  fez um discurso, nessa semana, protestando contra o fato de Sua Santidade ter decidido “cancelar a Biblia”! Uma afirmação idiota, baseada numa Fake de dois anos atrás, com uma brincadeira de um site americano de sátiras. Dom Máximo Lombardi, em nome da Igreja Católica, pediu perdão público ao Papa. Escreveu: “Desculpe, Papa Francisco, se um vereador do Acre deu uma mancada tão feia. Nós não acreditamos em Fake News e ficamos envergonhados, por estarmos mal representados neste Município. Pedimos sua benção pelo que nos preocupa mais, que é a pandemia”! Enfim, com todos os cuidados para não censurar opiniões, deve-se separar o joio do trigo. Não se deve censurar a opinião,mas todos os irresponsáveis, que divulgam e disseminam Fake News, agredindo gratuitamente quem quer que seja, imaginando que a internet é uma terra sem lei, devem ser chamados à Justiça, para responderem por seus crimes. Opinião é uma coisa; canalhice é outra, bem diferente!

PREFEITURA E GOVERNO IRRIGAM GRANA NO MERCADO

Mesmo na crise e com a pandemia ainda forte, quem é funcionário público ainda pode comemorar em receber seus salários rigorosamente em dia, dentro do mês trabalhado. Tanto a Prefeitura de Porto Velho quanto o governo do Estado mantêm rígidas agendas de pagamentos de salários e benefícios. O prefeito Hildon Chaves, por exemplo, já mandou pagar a primeira parcela do 13º salário no mês passado e antecipa os vencimentos de junho para esta próxima sexta, dia 24. Já o governo estadual pagou a primeira parcela do 13º no último dia 10 e agenda o pagamento de julho para o dia 28, quinta-feira da outra semana. Apenas com esses recursos, pagos em dia, mesmo no auge da pandemia, grande parte da população, aquela que vive do contra cheque, está conseguindo se manter bem. Já quem não tem a sorte de ser servidor público, esse está numa sofrência pior do que as músicas sertanejas lacrimejantes.

SEM NÚMEROS NO SÁBADO, MAS MORTES AUMENTAM

O sábado não tefe divulgação dos níeros diários dos atingidos e mortos pelo coronavóirus. Mas ate a sexta à noite, pode-se afirmar que não há o que comemorar, pelo menos por enquanto. Os números de pessoas contaminadas pelo coronavírus aumentam todos os dias, em todo o Estado, mas principalmente na Capital. Dos 29.117 casos registrados em Rondônia, 16.894, ou nada menos do que 58 por cento, estão na Capital. São piores ainda os dados referentes às mortes causadas pelo vírus. Dos 686 óbitos até sexta, em todo o Estado (uma média de quase 9 mortes diárias, nos últimos 80 dias), 455 – 66,3 por cento – foram computadas na maior e mais populosa cidade do Estado. Nos últimos dois dias, aliás, somaram mais de 14 mortes, embora, na média, o número total de casos tenha diminuído um pouco. Desde a última quarta-feira, quando o comércio voltou a abrir, os riscos são ainda maiores, caso parte da população continue ignorando as normas de segurança. Na sexta, no final do dia, apenas como exemplo, pelo menos duas centenas de pessoas caminhavam pelo Espaço Alternativo. Pelo menos 10 por cento delas não usavam máscaras.

NOVA PRAÇA DA EFMM: QUASE PRONTA

Uma das mais importantes obras na Capital, aquela que está entre as que o prefeito Hildon Chaves mais quer ver concluída em sua administração, deverá ser entregue nos próximos 90 dias. Lá pela terceira semana de setembro ou, o mais tardar, no início de outubro. Trata-se do grande projeto de revitalização da Praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, no centro da Capital. Da janela do seu gabinete, no antigo prédio do Relógio, o Prefeito acompanha o dia a dia dos trabalhos e torce para que tudo esteja pronto dentro do prazo previsto. A obra muda tudo e sua revitalização dará uma nova cara ao centro histórico e turístico da cidade. No total, serão investidos 23 milhões de reais, dinheiro vindo das compensações da Hidrelétrica de Santo Antônio. Quando concluído, toda a áreas, de pocuo mais de 100 mil metros quadrados terá restaurados todos seus galpões;  haverá uma passarela, ligando dois pontos, incluindo um restauração; centros de convivência, auditório, estacionamento, pista de caminhada, posto policial, bares, lanchonetes, mirante e espaços para venda de produtos regionais.

OS INTOCÁVEIS SÃO TAMBÉM CORRUPTOS?

Até tu, Alkmin? Uma das mais importantes militâncias da política nacional, nome que até agora estava intocado quanto o tema era corrupção, ao que parece, também foi para a vala comum. Geraldo Alkmin, que foi um dos personagens tratado pelos tucanos como figura irretocável, como homem público e administrador, foi denunciado na Operação Lava Jato por três executivos da Odebrecht. Teria recebido, para suas campanhas de 2010 e 2014, mais de 10 milhões e 300 mil da empreiteira, gastos durante a corrida pelo governo de São Paulo. É o terceiro peixe graúdo do PADN envolvido em denúncias de falcatruas. Primeiro, foi Aécio Neves, acusado de vários delitos e nunca condenado a nada. Mais recentemente, chegou a vez de José Serra, outro que fazia parte dos “intocáveis”, quando o assunto era corrupção. Agora, ruiu o terceiro castelo de areia? Com as denúncias contra Geraldo Alkmin, que as nega com veemência, como os seus outros dois companheiros de ninho, fica a grave suspeita, logicamente que apenas denunciada, já que haverá um longo processo pela frente, de que o PSDB também cantava pela mesma cartilha daqueles políticos de outros partidos a quem condenava publicamente. Haverá ainda alguma outra surpresa do ninho, para nos ser mostrada?

SUCESSÃO NA CAPITAL: MOVIMENTAÇÃO ESQUENTA

Embora ainda não intensa, a campanha eleitoral pela Prefeitura já começou, mesmo que as candidaturas ainda não tenham sido sequer confirmadas. Alguns pré candidatos já percorrem a mídia e as redes sociais, falando de seus planos e até criando slogans. Por enquanto, entre os que mais tem aparecido, destacam-se o jovem advogado Breno Mendes, que se autointitula “Defensor dos Povo” e Fabrício Jurado, recém confirmado pelo DEM como o nome para a corrida eleitoral. O coronel Ronaldo Flores, escolhido pelo Solidariedade tem usado muito as redes sociais para suas mensagens, enquanto começa a aparecer na TV aberta. Nessa semana concedeu boa entrevista ao apresentador Clévis Serafim, na SICTV.

deputado Eyder Brasil também tem sido um dos campeões da mídia, principalmente no Facebook e outras redes. Os nomes de ponta ainda estão sem falar abertamente em candidatura. Hildon Chaves faz cada vez mais mistério. Alguns amigos próximos garantem que ele concorre. Outros t{em certeza absoluta que ele não vai para um segundo mandato. Só o próprio Prefeito poderá esclarecer essa dúvida crucial.  Lindomar Garçon, por exemplo, depende da decisão de Hildon. Será candidato, caso o atual mandatário saia do páreo. Pesquisas informais continuam apontando Hildon, o deputado federal Léo Moraes e o jovem advogado Vinicius Miguel entre os preferidos do eleitorado. Os dois primeiros não abrem o jogo (Léo quer, mesmo, pe continuar seu bom trabalho no Congresso e só iria se não houvesse alternativa), mas Vinicius Miguel é nome praticamente certo para novembro. A sucessão municipal, enfim, começa a se mexer...

AÇÃO INÉDITA DETECTA 400 CASOS SUSPEITOS

Dois por cento dos moradores do bairro Aponiã (400 pessoas, entre as 14 mil abordadas), apresentavam sintomas da CVovid 19. O trabalho da Prefeitura foi exaustivo, visitando casa a casa, em 46 ruas do populoso bairro, onde os números do coronavírus estão acima da média de outras áreas da Capital. Foram dez dias de trabalho das equipes, que encaminharam todos os suspeitos de serem positivadas, para o sistema de atendimento à saúde no bairro. Todos os 400 casos suspeitos serão acompanhados periodicamente pela Secretaria Municipal de Saúde. Segundo a Prefeitura, essa  ação de vigilância em saúde é pioneira em Porto Velho e iniciou pelo bairro Aponiã devido ao alto índice de pessoas contaminada com o coronavírus. Até o último diadia 12, a vigilância epidemiológica do município registrou 560 pessoas com a Covid-19 na região. A ação de saúde em casa também será executada em outros bairros da Capital, conforme número de infectados. O anúncio será feito após o próximo boletim epidemiológico que vai apresentar o balanço de casos por bairro.

PERGUNTINHA

A nuvem de gafanhotos, que chega aos de 30 quilômetros de extensão, que pode chegar ao Mato Grosso, na sua opinião pode subir um pouco mais e atacar lavouras do sul de Rondônia ou essa tese é apenas paranoia?

Fonte: Sergio Pires/NewsRondonia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias