Sexta-Feira, 17 de Julho de 2020 - 17:05 (Coronavírus)

L
LIVRE

Como ficam os ambientes durante e pós COVID

Existem diversas formas de se sanitizar um ambiente, o que não se confunde com a sua limpeza. A limpeza é um pré-requisito para a sanitização.


Imprimir página

Por Emilio Muno*

Com a pandemia do novo coronavírus se prolongando já por quase 6 meses, ainda sem uma previsão correta do seu fim, o que pode ocorrer só com a descoberta da vacina daqui a um ano mais ou menos, as medidas sanitárias de higiene, sanitização e desinfecção de ambientes se tornam cada vez mais parte do dia a dia das pessoas e empresas. Essas medidas que antes eram apenas um cuidado a mais, hoje é pré-requisito para a gradual reabertura e retomada da economia do país sendo uma grande aliada das medidas pessoais de segurança que são o uso da máscara, distanciamento social e higiene constante das mãos.

Existem diversas formas de se sanitizar um ambiente, o que não se confunde com a sua limpeza. A limpeza é um pré-requisito para a sanitização. A limpeza retira a sujidade e os odores do local, enquanto a sanitização elimina os microrganismos desse ambiente, deixando esse livre de vírus, bactérias, fungos e protozoários.

Dentre as formas usuais de sanitização estão a pulverização com quaternário de amônio, peróxido de hidrogênio e clorexidina para ambientes em geral e ácido peracético no caso de equipamentos alimentícios. Diversas empresas estão atuando agora nesse mercado cada vez mais crescente aplicando esse tipo de sanitização.

Complementarmente à essa sanitização química existem outras formas de sanitizar um local. As mais conhecidas são aplicação de luz ultravioleta em uma frequência germicida de 254nm e a oxi-sanitização com gerador de ozônio. Ambas precisam ser bem dosadas e precisam de cuidados especiais na sua aplicação, pois o vírus pra ser inativado necessita de uma quantidade de radiação ultravioleta específica, o mesmo ocorrendo com o ozônio. Com a pandemia muita gente se aflorou a comprar lâmpadas UV da china achando que estariam combatendo o vírus, mas na maioria das vezes isso não ocorre, pois as lâmpadas que são populares não têm a potência necessária para que ocorra a inativação do vírus. Daí a necessidade de um serviço especializado que utilize esse equipamento de forma profissional, trazendo reais benefícios para o local sanitizado.

O oferecimento de toda essa gama de serviços combinados é essencial para que se consiga uma sanitização de alto nível e em alguns casos a real esterilização do local sanitizado. Outro aliado aos serviços de desinfecção e sanitização é a instalação de um esterilizador de ar ambiental com luz ultravioleta. Esse equipamento cada se torna cada vez mais necessário, pois desvendou-se recentemente que o coronavírus se espalha pelo ar, tornando assim quase que obrigatório a utilização de um equipamento desses em ambientes fechados.

Essa será a nova bagagem para os próximos anos, ou como dizem, o novo normal. A higienização e sanitização de ambientes e os cuidados do dia a dia, como máscaras, álcool gel e esterilização do ar ambiente farão parte do nosso dia a dia por muitos anos, quiçá pra sempre.

*Emilio Muno é CEO da UVC Esterilização de Ambientes, empresa especializada em sanitização e desinfecção de ambientes comerciais e residenciais. E-mail: [email protected]

Sobre a UVC

A UVC Esterilização de Ambientes é especializada em Sanitização e desinfecção de ambientes públicos e privados. Utiliza métodos como pulverização química, ultravioleta e ozônio. https://www.uvcesterilizacao.com.br

Fonte: Emilio Muno

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias