Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020 - 16:11 (Geral)

L
LIVRE

Live sobre como garantir a preservação da natureza com rentabilidade e sustentabilidade será realizada na próxima sexta-feira (17)

Evento online terá participação de especialistas comentando sobre Tesouro Verde, precificação da floresta, bitcoin, green bonds, entre outros itens


Imprimir página

Todo mundo sabe que preservar a natureza e seus recursos naturais é fundamental para o equilíbrio de toda a vida no planeta. Apesar de ser uma realidade, o desmatamento das florestas ainda é um dos principais problemas enfrentados no mundo e, não obstante, na América do Sul e no Brasil, local onde está localizada a Floresta Amazônica. Mas como a população pode preservar as matas e ainda ter rentabilidade com isso? É justamente esse o tema da Super Live “Meio ambiente: como garantir a preservação com rentabilidade e sustentabilidade”, que será realizada pela Soma Comunicação na próxima sexta-feira (17), às 17h (local), pelo Facebook: /somacomunicacaoro.

O programa Tesouro Verde, um dos itens da Live, tem como objetivo criar uma nova fonte de receitas a partir da preservação ambiental, transformando as florestas em uma nova fonte de renda para o estado e população. Visa transformar as riquezas florestais em ativos financeiros.

Em uma análise sucinta, seu funcionamento é bem simples: o proprietário (Estado ou privado) de áreas preservadas recebe pela preservação. Esse dinheiro vem de investidores, geralmente estrangeiros, conscientes da importância da preservação das florestas para a manutenção dos recursos naturais, equilíbrio do ecossistema e até mesmo do clima, em todo o planeta.

Com um tema em pauta na agenda política internacional, a Live terá como moderador o professor, jornalista e apresentador de TV Domingues Júnior. “Pouca gente sabe, inclusive aqui mesmo no estado de Rondônia, que a cidade de Guajará-Mirim é o município que tem a maior quantidade de preservação de floresta do mundo, chegando à incrível marca de 97%. Mesmo assim, a cidade vive uma terrível realidade de crise econômica. Nós temos que mudar essa situação. Dá para gerar riquezas, preservando a natureza”, ressalta Domingues.

Para falar sobre Tesouro Verde, precificação da floresta, bitcoin e green bonds, o produtor rural e conservador da floresta Wagner Freitas irá explanar seu conhecimento acerca do tema. Com ele, a engenheira agrônoma, especializada em licenciamento e gestão ambiental e diretora Institucional do Brasil Mata Viva, Pâmela Pádua, também abordará tecnicamente os itens discutidos.

Outro expert acerca da preservação ambiental é o premiado defensor da natureza e dos direitos indígenas Almir Surui, que fará uma participação especial, juntamente com a aclamada atriz de séries, cinema e teatro, Aline Jones, também defensora da natureza e dos povos indígenas. “Tive a alegria de conhecer Rondônia e poder me conectar com as pessoas e com a Floresta Amazônica. Tenho me dedicado a estudar como os povos indígenas podem nos ensinar a viver em harmonia com a Terra. Por isso, Lives como essa são relevantes”, afirma Aline.

Analisando de um ponto de vista mais jurídico, a juíza de direito de Porto Velho Euma Tourinho também discorrerá sobre o assunto, ressaltando os aspectos legais, principalmente no tocante à gestão.

“O plantio nas florestas brasileiras pode ter fins econômicos, mas deve cumprir funções ecológicas que se esperam de uma floresta nativa. Devemos conjugar o desenvolvimento de modelos de exploração sustentável que possam gerar renda e melhoria na qualidade de vida das populações rurais. Temos que ter uma porta de saída para as centenas de milhares de pessoas que hoje dependem diretamente da floresta. Para deter o desmatamento, é preciso superar a pobreza e proteger a floresta, ao mesmo tempo, dois macro desafios”, salienta Euma.

Fonte: Assessoria

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias