Quarta-Feira, 15 de Julho de 2020 - 09:40 (Cidades)

L
LIVRE

CONTROLE SANITÁRIO - Mais de 45 mil pessoas foram abordadas nas barreiras sanitárias contra a Covid-19

Município instalou três pontos de fiscalização para monitorar entrada de pessoas doentes na cidade e evitar a disseminação do vírus


Imprimir página

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), segue realizando a fiscalização e orientação de passageiros como medida de segurança contra o novo coronavírus (Covid-19), tanto nas rodovias quanto na rodoviária. O trabalho teve início em março e conta com três barreiras, sendo uma na BR-364 na região da Ponta do Abunã, divisa com o Acre, outra na BR-319 sentido Amazonas e mais uma no terminal rodoviário da Capital.

As atividades são executadas pelos profissionais do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), através da Divisão de Vigilância Sanitária (DVISA). Na rodoviária, são realizadas diariamente fiscalizações e orientações, junto as empresas de ônibus, quanto ao cumprimento dos decretos de calamidade pública (estaduais e municipais), relacionados ao transporte de passageiros em viagens intermunicipais e interestaduais.

Nas rodovias o trabalho é semelhante. Os profissionais atuam na fiscalização e orientação de passageiros e tripulantes de veículos de empresas e particulares que estão em trânsito sentido ao município de Porto Velho. Na abordagem é efetuada triagem e aferição de temperatura corporal, tanto na rodoviária quanto nas rodovias.

"Todos os veículos são abordados. Os passageiros respondem um questionário cuja finalidade é detectar possíveis casos suspeitos do novo coronavírus", explica a diretora do DVS, Régia Martins.

De 30 de março até 30 de junho, foram abordados 12.193 veículos somando a atuação das duas barreiras situadas nas BRs. O volume de pessoas abordadas chega a 45.320, sendo 27.282 passageiros no terminal rodoviário.

De todas as averiguações realizadas, 13 pessoas apresentaram sintomas compatíveis com coronavírus. O procedimento nestes casos foi preenchimento de formulário com dados pessoais dos passageiros e tripulantes, encaminhamento dos dados levantados à Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), orientações quanto as medidas a serem tomadas e ainda notificação à Divisão de Vigilância Epidemiológica - DVE, para monitoramento.

"Todas as pessoas que apresentaram sintomas durante as abordagens foram orientadas a ligar para o call center 0800-647-5225 do município de Porto Velho a fim de realizar atendimento e encaminhamento necessário conforme a avaliação médica. E na rodoviária, passageiros sintomáticos não receberam autorização de embarque por representar risco de contaminação aos demais viajantes", afirma Régia Martins.

A fase atual da pandemia é de assistência à saúde. Após o encerramento do surto, as barreiras serão retomadas a fim de bloquear novos casos importados. O trabalho realizado nas rodovias contou com o apoio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar e Secretaria Geral do Governo/SGG.

Fonte: 010 - Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias