Terça-Feira, 14 de Julho de 2020 - 17:56 (Saude)

L
LIVRE

UPA LESTE: Profissionais de saúde recebem capacitação em ventilação mecânica

O curso será aplicado no próximo sábado (18) durante todo o dia para turmas diferentes


Imprimir página

PORTO VELHO - A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), através do Núcleo Gestor de Educação Permanente (Nugep), vai realizar mais uma capacitação sobre ventilação mecânica para médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem que atuam na Unidade de Pronto Atendimentos (UPA) da zona Leste. O curso será aplicado no próximo sábado (18) durante todo o dia para turmas diferentes.

Ao todo, 20 profissionais serão treinados sobre as noções básicas de ventilação mecânica, que é o suporte oferecido por meio do respirador pulmonar ao paciente que não consegue respirar espontaneamente por vias normais.

Serão explicadas questões como montagem do aparelho, manuseio de suas funções e avaliação dos parâmetros hemodinâmicos dos pacientes durante a utilização do ventilador. O curso será ministrado por profissionais com larga experiência na área, que já atuam como intensivistas nos hospitais João Paulo II e de Base.

Segundo o representante do Nugep, Pedro do Carmo, cerca de 60% dos profissionais da UPA Leste possuem experiência com ventilação mecânica. Esse tipo de atendimento mais invasivo não é rotina nas UPAs, por se tratar de unidades de média complexidade.

"Por causa da pandemia do novo coronavírus, muitos pacientes estão ficando internados nessas unidades, inclusive fazendo uso dos ventiladores pulmonares. São procedimentos e situações respiratórias diferentes, mais complexas, que exigem capacitação profissional. É isso que estamos oferecendo", afirmou Pedro.

CAPACITAÇÃO CONTÍNUA

A Semusa tem investido em capacitação constante dos profissionais. Em junho, o treinamento ventilação mecânica (de ajustes iniciais até a reanimação utilizando ventilador) abrangeu todos os profissionais com contato direto, pacientes suspeitos e que manuseiam respiradores.

O treinamento foi dividido em quatro semanas, sendo preparo, oxigenioterapia, ventilação mecânica e RPC/cardioversão. Ocorreu em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Estaduais de Saúde (Conass), Hospital do Coração (Hcor) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

PARAMENTAÇÃO E DESPARAMENTAÇÃO

A Semusa também continua o trabalho de orientação dos profissionais de saúde sobre a forma correta na utilização e descarte dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), paramentação e desparamentação dos itens como avental, máscara cirúrgica, óculos de proteção ou protetor facial, gorro ou toca, e luvas.

O objetivo é evitar que os profissionais de saúde façam uso de EPIs de maneira inadequada ou que se contaminem no momento da retirada dos equipamentos.

Fonte: Comdecom

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias